martins em pauta

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Procuradora escolhida por Temer para PGR é tida como oposicionista de Rodrigo Janot

Sexta, 30 de Junho de 2017

Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

A nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, é tida como oposicionista do atual chefe do Ministério Público, Rodrigo Janot. A escolha da subprocuradora pelo presidente Michel Temer, foi anunciada nesta quarta-feira (28), após pronunciamento com críticas a Janot. De acordo com o Uol, Janot e Dodge discutiram publicamente em abril, durante uma reunião do Conselho Superior do Ministério Público, por causa de uma proposta apresentada por ela para restringir o trânsito de procuradores no Ministério Público Federal (MPF). Janot argumentou que a medida impactaria a Lava Jato, o que foi negado por Dodge. Na ocasião, a subprocuradora sugeriu limitar a 10% o número de procuradores que podem ser cedidos a outras unidades. Atualmente não há limites para realocar um procurador de uma unidade para uma equipe exclusiva de investigação. Além deste embate, Janot e Raquel já haviam sido rivais em 2015, quando o procurador-geral conseguiu a reeleição contra ela e os subprocuradores Carlos Frederico Santos e Mario Bonsaglia. Raquel foi a terceira mais votada de 2015, com 402 votos, e integrou a lista tríplice enviada a Dilma Rousseff. A ex-presidente seguiu a tradição e escolheu Janot, o mais votado, com 799. Bonsaglia ficou com 462 votos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget