martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

segunda-feira, 2 de maio de 2022

Exclusivo: Eduardo Cunha apavora o PT, faz revelações e relembra os bastidores do impeachment de Dilma (veja o vídeo)

 Segunda, 02 de Maio de 2022

Em entrevista exclusiva à TV JCO, em Brasília, Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, disparou uma metralhadora de verdades, relembrou os bastidores do impeachment de Dilma Rousseff, detonou o PT, elogiou o presidente Bolsonaro, falou sobre os quatro anos em que esteve preso e muito mais, numa entrevista imperdível. 

O ex-deputado afirmou que Lula busca alianças para tentar enganar o povo:

“O PT pediu o impeachment de todos os presidentes da República que venceram a eleição [e não pertenciam ao partido]. O impeachment no governo dos outros é legítimo. 
O impeachment no governo dele é golpe. Eles tentam buscar alianças, para tentar mostrar que estão buscando um centro, para sair com uma moderação que o PT nunca teve, não tem e jamais terá”, alfinetou.  
“Bolsonaro é um herói, nunca vi ninguém apanhar tanto”

O ex-presidente da Câmara não poupou elogios a Jair Bolsonaro:

“O Brasil nunca teve discussão de ideologia. A ideologia no Brasil era somente de esquerda. 
A ideologia de direita é comumente classificada pela mídia, grande parte de esquerda, como sendo fascismo. Bolsonaro, governando debaixo dessa oposição ferrenha, como eu nunca vi na história, conseguiu sobreviver a tudo e a todos. Consequentemente, a força dele é imbatível. 
Nesse contexto, Bolsonaro é um herói, nunca vi ninguém apanhar tanto”, ressaltou. 

A politização da justiça e o poder paralelo dos ministros do STF

Cunha criticou ainda os partidos que tentam governar o país usando o judiciário, como é o caso do PT, PSol e Rede:

“O judiciário só age sob provocação. O erro está em permitir a provocação como instrumento de recurso, é o que tem sido feito, a politização da justiça. 
O judiciário também se aproveita disso em alguns momentos, principalmente nas decisões monocráticas. Tinha que acabar com as decisões monocráticas, cada ministro do Supremo vira um poder paralelo”, alertou.

Confira:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055