martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 5 de maio de 2022

Amigo de Alckmin alerta para a possibilidade de “depressão” do candidato e faz apelo: “Precisamos convencê-lo a renunciar”

 Quinta, 05 de Maio de 2022

O consultor e conferencista Stephen Kanitz é um cidadão e um profissional extremamente respeitado.

É mestre em Administração de Empresas da Harvard Business School e Professor Titular da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

Em 1974 foi um dos precursores de análise de risco e crédito com seu artigo "Como Prever Falências", na Revista Exame (12/1974), que ficou conhecido como o "Termômetro de Kanitz".

Foi do Conselho do Fundo de Solidariedade do Estado de São Paulo, sob a gestão de Lu Alckmin.

Em 1994 publicou ‘O Brasil que Dá Certo’, que chegou à 32ª edição e lhe deu o Prêmio Jabuti de 1995.

Tem inúmeros livros publicados e já recebeu uma infinidade de prêmios em sua carreira.

Pois bem, nesta quarta-feira (4), esse cidadão fez uma publicação em suas redes sociais, alertando para um eventual estado de depressão de Geraldo Alckmin e clamando para que ele renuncie ao erro que cometeu, como candidato a vice-presidente na chapa do meliante Lula.

Eis o texto:

“Precisamos Acordar O Geraldo Alckmin. Já!
O que o Geraldo Alckmin está fazendo com o futuro do Brasil é abominável.
Traiu São Paulo, as Igrejas em geral, os pró família, os pró valores morais, os pró honestidade.
Tudo para ser um Vice marionete sem poder?
Não podemos deixar o Geraldo fazer essa bobagem.
Temos tempo para dissuadi-lo.
Geraldo será ninguém no PT, ele está é sonhando.
Alguém precisa acordar também a Lu Alckmin e avisar que a família entrará na história do Brasil como a família de um Judas.
Se Lula não pode andar nas ruas, Geraldo Alckmin poderá muito menos.
E ainda dar um verniz de bom senso e tranquilidade ao PT, mostrar que são pró família, pró valores morais a um partido um político mais amoral da história, é inconcebível.
Lula usou também o empresário José de Alencar, que foi um vice decorativo.
Geraldo Alckmin não deve estar bem.
Ele precisa da nossa ajuda para livrá-lo do sentimento de ser agora ninguém, o que acontece com todos em fim de carreira.
De fato, ficou totalmente esquecido.
Geraldo devia estar deprimido, precisando de autoestima.
Vamos atrás dele oferecendo uma Fundação, como fizemos com FHC.
Precisamos convencer Geraldo Alckmin a renunciar e confessar o erro que cometeu.
Seria um golpe fatal à candidatura do Lula.
‘Errei’.
Precisamos convencer Lu Alckmin, Sophia Alckmin e Geraldo Júnior que o nome da família está em jogo.
Que os seus próprios valores de família foram jogados no lixo, só para o Geraldo ter mais alguns anos de glória?
Alckmin entrará no dicionário brasileiro como traidor.
Leia os comentários abaixo para se certificar que não sou o único indignado pela sua traição.
Desista enquanto há tempo.
Eu lhe ajudo a cavar um conselho ou outro.
Stephen Kanitz.”


Fonte: Jornal da Cidade Online 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055