martins em pauta

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Censura??? Soldado da PM corre risco de ser expulso por ter feito crítica ao governo do PT no Ceará nas redes sociais

Quinta, 28 de Novembro de 2019



Um soldado da Polícia Militar corre o risco de ser punido rigorosamente, de prisão até a sua expulsão da tropa, por ter feito uma crítica pessoal contra o governo do estado. Nesta terça-feira (26) foi publicada no Boletim do Comando Geral (BCG) uma portaria determinando a abertura de sindicância para apurar o fato. O procedimento pode se transformar em ato de expulsão após a tramitação de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) na Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGD).

O militar alvo da censura pública e da Corporação é o soldado PM Márcio Wescley Oliveira dos Santos, destacado na 2ª Companhia do 22º BPM (Bairro Papicu). De acordo com a portaria do Comando-Geral, de número 132-219, o tenente-coronel Manoel Messias Rodrigues foi nomeado para apurar “os fatos”.

Através de uma rede social o soldado Wescley teria feito o seguinte comentário: “Governo do PT massacra trabalhadores do Ceará”. Foi o suficiente para que O Comando-Geral determinasse o início da apuração disciplinar.

Censura e abuso

A investigação terá que ser instaurada e logo iniciada no prazo de até 72 horas após a publicação da portaria do Comando, e deverá estar concluída em 30 dias, conforme determina norma estabelecida pela CGD.

Nas mesmas redes sociais através da qual o soldado fez a crítica ao governo do estado, dezenas de policiais se manifestam desde ontem (26) contra o que chamam de “censura” e “abuso de poder” do governo e do comando da Corporação.


Fonte: Fernando Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055