martins em pauta

sábado, 30 de novembro de 2019

DiCaprio nega que tenha doado dinheiro para ongueiros suspeitos de atear fogo na Amazônia

Sábado, 30 de novembro de 2019


Em nota, o ator DiCaprio negou ter feito doações a ONGs citadas em investigações sobre incêndios florestais no Brasil, assinala o Portal G1.

“Embora mereçam apoio, nós não financiamos as organizações citadas”, afirmou. No comunicado, o ator disse ainda ter orgulho de grupos que protegem ecossistemas e elogiou o povo brasileiro, que “está trabalhando para salvar seu patrimônio natural e cultural”.

Leia, abaixo, a íntegra da nota:

“Neste momento de crise para a Amazônia, apoio o povo do Brasil que trabalha para salvar seu patrimônio natural e cultural. Eles são um exemplo incrível, comovente e humilde do compromisso e paixão necessários para salvar o meio ambiente. O futuro desses ecossistemas insubstituíveis está em jogo e tenho orgulho de apoiar os grupos que os protegem. Embora dignas de apoio, não financiamos as organizações citadas. Continuo comprometido em apoiar as comunidades indígenas brasileiras, governos locais, cientistas, educadores e as pessoas que estão trabalhando incansavelmente para garantir a Amazônia para o futuro de todos os brasileiros”.

Entendendo o caso:

A Polícia Civil do estado acusou o grupo de ongueiros de ter provocado incêndios na região, em setembro. Segundo esses investigadores, haveria indícios de que essas pessoas, que trabalham de forma ‘voluntária’ no combate às queimadas, em parceria com o Corpo de Bombeiros, poderiam ter promovido, elas mesmas, esses focos do fogo, a fim de aumentar o financiamento dessas entidades.

Em entrevista coletiva sobre o caso, o delegado José Humberto Melo Júnior afirmou que a ONG criava focos de incêndio para fotografar e que tinha um contrato para vender essas fotos por R$ 47 mil para a ONG WWF-Brasil.

Segundo o delegado, as fotos teriam sido usadas para conseguir doações internacionais, incluindo uma do ator Leonardo de DiCaprio no valor de U$ 500 mil.

Esta informação ganhou repercussão internacional após ser divulgada em live do facebook pelo presidente Jair Bolsonaro.

Fonte: Republica de Curitiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055