martins em pauta

domingo, 10 de junho de 2018

Em nota, Fábio Dantas fala sobre supostas 11 indicações, se esquece de outras 15 e não esclarece denúncias

Domingo, 10 de junho de 2018

Foto: Ivanízio Ramos

O vice-governador Fábio Dantas emitiu uma nota de suposto esclarecimento, mas que não esclarece muito, sobre as acusações feitas pela ex-procuradora-geral da Assembleia Legislativa Rita das Mercês, em acordo de delação premiada.

Na delação, Rita informou que Fábio tinha indicação de 26 ocupantes de cargos comissionados, funções gratificadas e outras gratificações que têm indícios de serem cargos fantasmas utilizados para comprar apoios. Na nota, Fábio Dantas, nesse ponto, se restringe a dizer que “os gabinetes parlamentares são unidades autônomas” e que “os servidores indicados por ele cumpriam com as determinações previstas na legislação vigente”.

Porém, ele se esqueceu de dizer que os gabinetes possuem apenas 11 cargos e todos comissionados. Sendo um assessor de comunicação, um assessor especial parlamentar, um assessor técnico parlamentar, um chefe de gabinete, um oficial de gabinete, um secretário de gabinete, um assessor técnico de processamento de dados, um auxiliar parlamentar, um motorista e dois assessores políticos. Mesmo que todos os 11 fossem cargos comissionados, já desconsiderando a possibilidade dele ter indicado alguém à funções gratificadas, ainda restariam 15. Onde estão os demais? A nota não esclarece. A nota sequer nega a denúncia de fantasmas.

E mais, Em um trecho da nota, que deveria ser de esclarecimento, ela afirma que Rita das Mercês nunca foi ao gabinete. A ida ou não ao gabinete não se torna impeditivo de algo, tampouco salvo-conduto ou esclarecimento. E ele completa afirmando que ela nunca esteve lá “para declarar sobre o seu funcionamento”. Declarar o que? Que declara, declara algo sobre alguma coisa e o “o quê” não foi informado. Sobre o funcionamento, dá para interpretar que é sobre o gabinete. Apenas.

Se a nota queria esclarecer, não esclareceu muita coisa. Mas a nota foi produzida e o blog a reproduz na íntegra. Confira:

Nota Oficial

O Vice-governador do Estado Fábio Dantas esclarece que os gabinetes parlamentares são unidades autônomas e, durante o período no qual foi deputado estadual, os servidores indicados por ele cumpriam com as determinações previstas na legislação vigente e pelo Poder Legislativo.

Fábio Dantas afirma ainda que, nesse mesmo período, a ex-procuradora da Casa nunca esteve em seu gabinete parlamentar para declarar sobre o seu funcionamento.

O Vice-Governador se coloca à disposição para prestar os esclarecimentos que se fizerem necessários a quem interessar.

Atenciosamente,
Assessoria do Vice-Governador do Estado do RN.


Fonte: Blog do BG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055