martins em pauta

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

MPF informa que prisão de Lula não será antecipada em caso de condenação

Sexta, 19 de Janeiro de 2018

Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O procurador regional da República, Maurício Gotardo Gerum, afirmou em nota divulgada pelo Ministério Público Federal (MPF) nesta quinta-feira (18) que não vê motivos para pedir a prisão cautelar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Caso o petista seja condenado no próximo dia 24, as medidas referentes ao cumprimento da pena seguirão o trâmite normal de execução penal, "não havendo razões para precipitá-la". "Gerum não formalizou, e não vê razões para formalizar, qualquer pedido em relação à prisão cautelar", afirma o MPF em nota. Desta forma, uma eventual prisão só ocorreria após todos os recursos serem esgotados. O julgamento da próxima quarta, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, julga recurso à condenação em primeira instância: Lula foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055