martins em pauta

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Polícias do RN e PB prendem suspeito de roubos a bancos em vários estados do Nordeste

Quinta, 10 de agosto de 2017


Uma ação conjunta entre Polícia Civil da Paraíba e a do Rio Grande do Norte prendeu em flagrante no estado paraibano, nesta quarta-feira (9), José Carlos Silva do Nascimento e Laerte Ambrósio de Oliveira. De acordo com a polícia, este último é um dos maiores assaltantes de bancos no Nordeste, e integrante de uma facção criminosa que atua em todo o Brasil.

Os dois foram encontrados em um carro roubado, com documentos de identificação falsos. A prisão aconteceu em decorrência da investigação realizada pela Divisão de Combate ao Crime Organizado (Deicor) da Polícia Civil do RN, para elucidar os casos de roubos a agências bancárias no estado potiguar.


Ainda segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, Laerte é o chefe da quadrilha que fugiu na ação realizada pela Deicor na cidade de São José do Mipibu, na Grande Natal, no último dia 29 de julho. Na ocasião foram apreendidos, em uma granja, diversos materiais utilizados nos roubos, além de explosivos suficientes para causar explosões em até 200 agências de banco.

Nessa incursão do dia 29 de julho, os criminosos conseguiram furar o cerco policial e fugir. Segundo a polícia, José Carlos também é integrante da mesma quadrilha. De acordo com a PC do RN, Laerte Ambrósio, integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), é citado em ocorrências que vão desde o estado da Bahia ao Ceará.

Após a ocorrência da prisão na Paraíba, os policiais realizaram buscas na residência de José Carlos e apreenderam um veículo roubado modelo Chevrolet Captiva, uma sub-metralhadora 9 milímetros adaptada para receber munição ponto 40, cartuchos e munições de ponto 40, grampos e uma impressora.

Os materiais apreendidos não fazem parte do que foi levado pela dupla na ocasião da fuga da granja em São José do Mipibu. Com os dois foram apreendidos o veículo que utilizavam, uma Carteira Nacional de Habilitação falsa, dois documentos de identificação falsos, em nome de Adriano de Souza Tito e Alexandre de Lima Cunha, aparelhos celulares, cadernos com anotações e relógios.

A Polícia Civil do RN afirma que José Carlos era pago por Laerte Ambrósio para esconder em uma casa alugada na Rua Buriti, na cidade de Goianinha, no RN, o dinheiro roubado das agências bancárias, explosivos, armas e demais materiais utilizados nos roubos. O local também serviria como ponto de encontro e apoio para os integrantes da quadrilha.

Foragido de Alcaçuz

Laerte Ambrósio estava foragido do sistema penitenciário desde o mês de janeiro, ocasião em que fugiu da Penitenciária Estadual de Alcaçuz. As investigações da polícia apontam que ele participou dos roubos a agências bancárias ocorridos nas cidades de Monte Alegre, no RN, e Belém, na Paraíba, além do roubo a um carro-forte na cidade de São Pedro (RN).

A dupla foi autuada em flagrante pelos crimes de receptação de veículo roubado, posse de arma de fogo de uso restrito, associação criminosa e adulteração de sinais identificadores de veículo.

Eles serão encaminhados ao sistema prisional, onde aguardarão a decisão da Justiça. Segundo a assessoria da Polícia Civil, a Deicor continua com as investigações e diligências para prender os demais integrantes do grupo criminoso e envolvidos nos roubos a bancos no Rio Grande do Norte.

G-1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget