martins em pauta

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Odebrecht esquece onde está senha e PF não consegue acesso a notebook de empresário

Quinta, 10 de Agosto de 2017 

Foto: Divulgação/Idea

A Operação Lava Jato ainda não conseguiu ter acesso às informações do notebook de Marcelo Odebrecht. E de acordo com informações do jornal O Globo, o obstáculo para as investigações é simples, mas complicado de ser superado: ninguém sabe qual a senha do computador, nem mesmo o próprio dono do equipamento. Odebrecht alega que a senha é gerada por tokens, que alteram o código a cada acesso. Porém, ele não lembra onde estão os aparelhos. Segundo o empresário, os dispositivos foram entregues ao departamento jurídico da Odebrecht em 2015, quando ele foi preso. Os investigadores querem acessar o notebook para encontrar provas que possam comprovar as informações passadas nas delações premiadas de executivos e ex-executivos da empreiteira. A delegada da Polícia Federal, Renata da Silva Rodrigues, criticou a Procuradoria-Geral da República (PGR) por não exigir os tokens a Odebrecht durante as negociações de delação premiada. Ainda de acordo com o jornal O Globo, ela chega a levantar a suspeita de que a empreiteira poderia estar obstruindo as investigações. "O quadro demostra, no mínimo, ausência de interesse em agir de forma cooperativa por parte da empresa leniente e, em um tom mais grave, sugere a atuação de personagens com objetivo de obstruir as investigações. Não há como se cogitar que pertences pessoais de Marcelo tenham simplesmente se extraviado", escreveu Renata em documento encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget