martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 23 de junho de 2022

Ao vivo, Coppola expõe alucinações e mentiras de Porchat contra Bolsonaro e cala artista esquerdopata (veja o vídeo)

Quinta, 23 de Junho de 2022

O analista político da Jovem Pan News, Caio Coppola, foi mais um que se mostrou indignado com os ataques recentes contra o presidente Jair Bolsonaro, praticados pelo pseudo-comediante Fábio Porchat.

Em uma live recente, o ator chamou Bolsonaro de ‘verme, câncer e vagabundo’, entre outras graves acusações, e repetiu uma série de falsas narrativas sobre milhões de famintos e miseráveis, repetindo mentiras disseminadas pela esquerda, em meio a uma campanha eleitoral antecipada a favor do ex-presidiário petista.

“O Brasil, em dois anos, dobrou o número de pessoas com fome, 33 milhões de pessoas com fome”, disse Porchat. 
Coppola, em sua característica mais marcante, preferiu apresentar fatos e números para calar o esquerdopata:
"Pra começo de conversa, esses 33 milhões de supostos famintos não vieram de uma estatística oficial do IBGE. É uma conclusão estranha considerando que em 2020, graças ao auxilio emergencial, a pobreza extrema no brasil recuou para o seu menor nível histórico, 3.3% da população em plena pandemia.
De acordo com pesquisadores da FGV, 15 milhões de brasileiros saíram da linha da pobreza até agosto de 2020, uma queda inédita de mais de 23%. E atualmente, o valor médio pago pelo Auxílio Brasil de 409 reais é mais do que o dobro do valor médio pago pelo Bolsa Família, que era de 191 reais.
Na verdade, segundo o IBGE foi no governo Dilma a partir de 2013, que a seguranca alimentar avançou no pais, crescendo mais de 60% em menos de 5 anos e retornando pro mesmo patamar do começo do governo Lula. Sem falar nos 52 milhões de brasileiros abaixo da linha da pobreza no governo petista."

O analista da Pan ainda rebateu outras narrativas de Porchat sobre violência e perseguição às minorias:

“No último ano do PT no poder morriam mais de 7 pessoas por hora, vítimas de homicídio. Foram mais de 61 mil mortes em 2016. Já no ano passado, esse número atingiu o menor resultado da série histórica, 20 mil e quinhentos óbitos a menos do que na era petista”, concluiu.

Será que Fábio Porchat, que apresenta fortes traços de descontrole emocional, terá coragem de vir a público e rebater os dados de Coppola, ou vai preferir continuar berrando como um bezerro desmamado da Lei Rouanet?

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055