martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Prefeita conservadora de Bauru “peita” Doria e não “fecha” a cidade (veja o vídeo)

 Terça, 27 de Janeiro de 2021

A Prefeitura de Bauru, sob o comando da recém-eleita Suéllem Rosim (Patriotas), publicou, na noite do domingo (24), decreto com as novas regras para a fase vermelha do Plano São Paulo que, entrou em vigor nesta segunda-feira (25) e segue até o dia 7 de fevereiro.

Suéllem destacou que o uso de máscara e disponibilização de álcool em gel seguem obrigatórios em todos os estabelecimentos comerciais e de serviços. Mas, evitou paralisar, totalmente, as atividades ditas “não essenciais” (lojas, shoppings, bares, restaurantes, academias, salões de beleza e escritórios).

No decreto da prefeita, ela ressalta que o limite máximo de ocupação para todas as atividades (essenciais e não essenciais) será de 30% da capacidade do estabelecimento. E vai além: autoriza shoppings, comércios de rua, salões de beleza, entre outros, a funcionarem dez horas por dia, de segunda-feira a sábado, com encerramento das atividades às 20h. O delivery é permitido até as 23 horas. No domingo, o funcionamento de todos os locais continua, mas apenas por delivery.

“A prefeitura quer preservar a vida de todos e também manter de forma responsável as atividades econômicas e os empregos. A população deve estar consciente do momento que vivemos. Além disso, estamos ampliando a fiscalização e seguimos lutando por mais leitos hospitalares públicos para o nosso município”, afirma a prefeita, que definiu os pontos do decreto em reunião com técnicos e secretários.

Durante a fase vermelha, imposta pelo governador João Doria (PSDB), a gestora municipal ainda permite a prática de atividades físicas individuais ao ar livre - desde que mantida a distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas - e as academias poderão funcionar, seguindo o limite de 30% de capacidade de público, também até as 20 horas, de segunda a sábado.

O antigo prefeito, Clodoaldo Gazzetta (PSDB) que, por sinal, é do mesmo partido que Doria, já tinha discordado das medidas restritivas do governo estadual, em maio de 2020. Na época, ele argumentou que o único ente da Federação que pode definir a lista de serviços essenciais é a União.

"Então, cabe aos Estados e municípios respeitar o pacto federativo", finalizou a discussão.

Ofensas

Em dezembro do ano passado, Suéllem Rosim, que é jornalista profissional, recebeu apoio da Federação dos Jornalistas de Língua Portuguesa (FJLP), depois de ser chamada de “macaca” e receber ameaças de morte.

Um homem chegou a dizer, em mensagem, que Bauru “não merecia ter essa prefeita de cor, com cara de favelada, comandando nossa cidade”.

Suéllen é a primeira mulher negra a comandar a Prefeitura de Bauru em 124 anos de história da cidade. Ela registrou boletim de ocorrência e lamentou os comentários.

"... A gente tem tanta coisa pra discutir da cidade, tantos problemas no município e a gente ter que discutir um assunto tão pesado", afirmou.

E completou:

"É uma minoria que ataca, mas precisa ser combatida. porque eu ainda acredito muito que as mensagens de carinho que eu recebi foram muito maiores. Que a Justiça seja feita para que essa pessoa não faça isso com outras", disse.

Confira o vídeo:

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055