martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 23 de janeiro de 2021

Covid-19: Governo do Amazonas decide restringir circulação de pessoas por 10 dias; polícia fiscalizará quem sair de casa sem necessidade

Sábado, 23 de Janeiro de 2021

Foto: reprodução/CNN Brasil

O governo do Amazonas anunciou neste sábado (23) novas restrições para tentar conter as infecções e as mortes causadas pelo novo coronavírus. Entre as medidas, que entram em vigor na segunda-feira (25), o estado decidiu decretar a restrição de circulação de pessoas. A polícia irá fiscalizar quem sair de casa sem necessidade.

“Teremos a restrição de circulação de pessoas para 24h. Isso não significa cercear o direto de ir e vir, o cidadão só pode sair por extrema necessidade, como ir ao supermercado. Para o supermercado, apenas uma pessoa por família. Medidas para evitar aglomerações”, enfatizou o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC)

O decreto terá validade de 10 dias. “As forças de segurança estarão nas ruas para supervisionar o cumprimento do decreto, orientando as pessoas. Vamos combater de forma enérgica festas clandestinas, reuniões festivas”, afirmou Lima.

“Diante deste cenário, vamos baixar um decreto com medidas mais rígidas”, explicou o governador. “Supermercados abertos de 6h às 19h, limitado a produtos de alimentação, bebidas, limpeza e higiene pessoal. Farmácias abertas 24h. Os serviços de saúde, clínicas veterinárias e saúde mental também abertos. Feiras funcionarão com horário restrito. Restaurantes, bares e padarias funcionarão apenas em esquema de delivery, das 6h às 22h. Obras apenas para área de saúde. Transporte liberado para insumos necessários à vida e profissionais essenciais. Indústria: em turno de 12 horas, com exceção para empresas com finalidade de alimentação e saúde”, disse.

Limite da capacidade de UTI

Segundo o secretário de Saúde, Marcellus Campêlo, o número de casos no interior do Amazonas preocupa. “Temos nosso sistema com unidades acima do limite de capacidade. O Delfina Aziz com 150 leitos UTI e 284 clínicos opera com 100%. Os casos de necessidade de internação no interior quintuplicaram. Temos uma taxa de transmissibilidade de 1,3 (a cada 100 infectados, 130 são contaminados), é a maior do país”.

Oxigênio

Segundo o secretário, o estado ainda necessita de oxigênio para atender os pacientes. “Precisamos de mais oxigênio para ampliar os leitos. Nossas estimativas são de 120 a 135 mil metros cúbicos de oxigênio”, afirmou Campêlo. “Temos no interior 1500 leitos livres não-Covid, que se precisar viramos a chave para leitos Covid, mas precisaremos de oxigênio”.

Filas em mercados

Com receio de um “lockdown” no Amazonas, a população de Manaus fez filas em supermercados da capital neste sábado (23) para estocar produtos em casa.

Os supermercados, no entanto, fazem parte dos serviços essenciais. Portanto, mesmo com a intensificação das medidas restritivas eles não devem ser fechados.

Após a divulgação das imagens nas redes sociais, o governo do Amazonas divulgou nota em que afirmou “não haver nenhuma decisão sobre fechamento de supermercados na cidade de Manaus”.

O governo pede que “a população mantenha o distanciamento social e não acredite em notícias falsas (fake news), disseminadas por meio de redes sociais de forma irresponsável e que têm servido apenas para gerar aglomerações nesses estabelecimentos”.

CNN Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055