martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Terrorismo em Criciúma retrata o sufoco financeiro imposto ao Tráfico de Drogas

 Sexta, 04 de Novembro de 2020

Ocorre que a Polícia Federal, sob a direção do Delegado Rolando Alexandre de Souza, e com o aval do Presidente Jair Bolsonaro, vem empreendendo operações cada vez mais bem sucedidas, o que está resultando em apreensões recordes de drogas e bens associados ao tráfico de drogas (carros, aviões, helicópteros, imóveis e etc), e com isso causando um prejuízo inestimável a essas quadrilhas. Isso fora as operações de prevenção e vigilância de fronteiras, que estão apertando cada vez mais o cerco sobre os traficantes.

Descapitalizadas, as organizações criminosas - associadas entre si - partem para operações como as que vimos, na tentativa de manter o sustento financeiro.

Não precisa muito para imaginar onde essas ações são planejadas e de onde saem as ordens para executá-las: Dos presídios.

A liberdade de uso dos celulares na cadeia - principal meio de articulação de ações criminosas - foi garantida em 2016 pelo STF, que derrubou leis estaduais que obrigavam o uso de bloqueadores nas cadeias. Diga-se de passagem, onde tem o que não presta e desserviço ao país, tem o STF no meio, com suas decisões desastrosas;

Agora esperamos uma reação do Governo Federal em conjunto com as forças de segurança estaduais para que, com trabalho de inteligência, venha a desbaratar essas quadrilhas, e se possível, exterminá-las. O estado de sítio de cidades já passou a ser um caso de segurança nacional.

Não vai demorar muito e a esquerda vai aparecer dizendo que a culpa é do Bolsonaro e da Polícia Federal, e que se não apreendessem tanta droga, nada disso estaria acontecendo. De gente do PSOL, PT, PCdoB, PCB e outros lixos tóxicos similares se espera tudo.

Foto de Marcelo Rates Quaranta

Marcelo Rates Quaranta

Articulista

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055