martins em pauta

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Operação conjunta apreende 12 paredões de som em Natal no fim de semana e prende suspeito de receptação

Foto: Divulgação
Patrulhamento integrado do Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e a Companhia Independente de Proteção Ambiental da Polícia Militar (Cipam) apreenderam 12 paredões de som durante operação realizada no final de semana. A ação resultou ainda na prisão de um homem suspeito de receptação de baterias utilizadas comumente em torres de telefonia.
De acordo com a coordenadora do Gaam/GMN, Francineide Maria, a prisão aconteceu na Rua Maristela Alves, no bairro de Felipe Camarão. Na ocasião, o patrulhamento se deparou com um veículo em movimento com um paredão de som acionado. Os guardas municipais realizaram a abordagem e detectaram que além do som em desacordo com a legislação, foi encontrada uma bateria estacionária dentro do veículo. “Esse tipo de bateria não é comercializada no varejo, então o homem foi detido e conduzido a Delegacia de Plantão para prestar esclarecimentos”, explicou.
O subcomandante de Segurança da GMN, Carlos Cruz, informou que no caso dos paredões de som, além de Lei Federal que prevê crime ambiental, o artigo 3º da Lei municipal nº 6.246, sancionada em 20 de maio de 2011 em Natal, versa sobre a proibição do funcionamento dos paredões de som nas vias, praças, praias e demais logradouros públicos do município de Natal e define “paredão de som” como “todo e qualquer equipamento de som automotivo rebocado, instalado ou acoplado nos porta-malas ou sobre a carroceria dos veículos”.
O descumprimento da lei municipal 6.246/2011 é passível de multa que pode variar de 300 a 3.000 unidades fiscal de referência (Ufir). Outro agravante é que o proprietário de veículo flagrado perturbando o sossego público pode ser multado sem a necessidade de medição dos decibéis, com base em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).
O cidadão pode denunciar o uso irregular de paredões de som ligando para o telefone 190 do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) que as viaturas do Grupamento de Ação Ambiental da GMN serão acionadas para averiguar a denúncia. A denúncia pode ser feita também pelo 181 (Disk Denúncia- Polícia Civil) ou 3616-9829 (Ouvidoria da Semurb).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Irany Gomes
    Faz uma coivara e toca fogo nessas m……!
  2. Alaca
    Somente paredões, e sons altíssimos de carros, caixas treme-terras de igrejas e sons de bares e vizinho mal-educados, incorrem em punição?
    Morador de periferia sofre, estudar só em biblioteca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055