martins em pauta

domingo, 14 de abril de 2019

Gleisi Hoffmann acusa Bolsonaro de fraude no Bolsa Família, xinga e Bibo Nunes rebate

Domingo, 14 de Abril de 2019


“Estou muito feliz porque acabo de chegar do Palácio do Planalto, onde comemoramos os 100 dias do Governo Bolsonaro, com um ambiente e grégoro que lá estava. A soma das energias do ambiente estava altamente positiva, com verdadeiros patriotas. Sentíamos no ambiente as pessoas e os Parlamentares que lá estavam vibrando com os 100 dias do Governo Bolsonaro, acreditando no novo Brasil que está chegando, todos sem viés ideológico, mas, sim, com determinação de um novo Brasil que chega, um Brasil com os brasileiros valorizando o sangue verde e amarelo na veia, brasileiros que estão felizes, porque foram prometidos e cumpridos mais de 35 projetos e metas, e somente na manhã de hoje o Presidente Bolsonaro assinou 18 projetos e decretos”, declarou ele.

Ele enfatizou o resgate da consciência patriótica: “Mas o mais importante nesses 100 dias, nobres colegas, é o sentimento nacional. Hoje o brasileiro se orgulha de ser brasileiro; hoje o policial anda com respeito na rua; hoje o bandido está preocupado, porque vai começar e já está andando desarmado, porque a segurança é a prioridade. Fala-se em medicina, mas sabem os médicos de esquerda o estresse que causa não poder sair na rua, não poder dirigir seu carro no trânsito, podendo ser assaltado a qualquer momento? Isso é estresse. Nessa parte, o brasileiro está vivendo bem melhor. Quanto à segurança, não há como negar, melhorou e muito, principalmente por respeito às forças policiais, que antes não havia. Além disso, hoje o Brasil tem credibilidade mundial. Antigamente os parceiros do Brasil eram quem? Líbia, Bolívia, Cuba, Venezuela. Eles se orgulham da Venezuela. Pasmem, senhores, eles se orgulham e sorriem, quando falam da Venezuela, porque a Venezuela é no que eles queriam que se transformasse o Brasil”.

Ademais, ele apontou com o Brasil foi retirado de uma rota sombria: “O povo da Venezuela estão comendo lixo, lá não tem papel higiênico. Este é o Brasil que eles queriam, mas não vão levar. A nossa bandeira jamais será vermelha! Ela é verde e amarela, com brasileiros de verdade, defendendo esta Nação contra qualquer um que se orgulha neste plenário de defender a Venezuela, quando ela estava apontando mísseis contra o nosso País. Esse sentimento de amor à Pátria e a soberania que eles não conhecem no dicionário. Como vão questionar o que é soberania se eles não amam o País? Trata-se de um partido que permitiu roubar o seu país, como nunca roubaram uma nação do mundo. Além de tanto roubarem, ainda — entre aspas — “doaram” financiamentos para países, onde o viés da doação era simplesmente ideológico. Foram doados bilhões de dólares para esses países. Eu, que sou de Porto Alegre, não tenho sequer um pequeno metrô, nem um micrometrô, nem um nanometrô, mas a Venezuela pegou 1 bilhão e 200 milhões de dólares para construir o metrô, que é um dos mais modernos, e ainda não o terminaram. E nós brasileiros nada! Foram bilhões de dólares “doados” pelo BNDES e nós aqui com 13 milhões de desempregados”.

“Infelizmente, nós temos nesta Casa Parlamentares que são contra tudo e a favor de nada! Pensem um pouco no seu País, pensem no seu Brasil, pensem nos filhos e nos netos! É momento de virarmos o jogo. O Brasil será uma grande Nação. Precisamos de Parlamentares que amem o seu País. Conclamo os senhores, nesses 100 dias de Governo Bolsonaro. Estamos de mãos abertas, estendidas por amor ao nosso País. Vamos juntos rumo a uma grande Nação!”, concluiu o parlamentar.
Veja o Vídeo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055