martins em pauta

terça-feira, 25 de dezembro de 2018

SUSPEITOS DE CHEFIAR FACÇÃO CRIMINOSA SÃO TRANSFERIDOS PARA PRESÍDIO FEDERAL DE MOSSORÓ APÓS SUSPEITA DE TENTATIVA DE RESGATE DE PENITENCIÁRIA NO PARANÁ


Terça, 25 de Dezembro de 2018


Daniel Estrela e Manoel do Nascimento, conhecido como Coiote, suspeitos de chefiar facção criminosa, foram transferidos sob um forte esquema de segurança, neste domingo (23), para o Rio Grande do Norte.

Detentos são transferidos após suspeita de tentativa de resgate em Penitenciária Foto/Reprodução

Daniel Estrela e Manoel do Nascimento, conhecido como Coiote, suspeitos de chefiar uma facção criminosa, foram transferidos da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP), na Região Metropolitana de Curitiba, para a Penitenciária Federal de Mossoró (RN), neste domingo (23), após pedido da Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp).

A transferência foi feita após a suspeita de uma nova tentativa de resgate de presos, segundo o delegado da Polícia Civil Rodrigo Brown. Segundo a polícia, eles foram transferidos de avião sob forte esquema de segurança.

Outros quatro detentos da PEP também foram transferidos, de acordo com Brown. Eles foram levados para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no oeste do Paraná.
Em setembro deste ano, criminosos fortemente armados explodiram um muro da penitenciária e resgataram 29 presos. Estrela foi um dos resgatados, mas acabou sendo preso novamente.

Na véspera do resgate, ele trocou mensagens de voz com Manoel do Nascimento, que foi quem comandou o resgate, segundo a polícia. Coiote também foi preso logo depois no litoral de São Paulo.

O delegado Rodrigo Brown afirmou que Coiote é suspeito de crimes gravíssimos, inclusive do ataque à base da Prosegur no Paraguai. Ele afirmou ainda que o preso também é suspeito da morte de um agente penitenciário no interior do estado.

As forças de segurança do estado estão de sobreaviso para uma possível retaliação da facção criminosa por causa das transferências.

O advogado de defesa de Estrela e Nascimento, Claudio Dalledone Júnior, disse que ainda está tomando conhecimento da situação, mas que até o momento tratava-se "apenas de uma hipótese de resgate".

G1 / Passando na Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055