martins em pauta

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Garoto vê a mãe ser morta com machado pelo marido em SP

Sexta, 28 de Dezembro de 2018

Suelen Camilo foi atingida por golpes de machado ao chegar em casa, na Zona Rural de Votuporanga (SP). Suspeito do crime fugiu e é procurado pela polícia.

Os filhos de Suelen Camilo viram ela ser morta com golpes de machado pelo marido, Antônio Barbosa, de 38 anos, em Votuporanga (SP), de acordo com a irmã da vítima. O crime aconteceu na noite desta terça-feira (25), quando a mulher de 29 anos chegava em casa, na zona rural da cidade.

Mulher morre após ser agredida pelo marido com machado em Votuporanga (SP) — Foto: Facebook/Suelen Camilo

Ao G1, Pâmela Camilo disse que Suelen relatou ter sido ameaçada após dizer ao companheiro que queria terminar o relacionamento. "Minha irmã tinha avisado que sairia de casa após as festas de fim de ano porque não estava feliz", diz.

Ainda segundo Pâmela, os filhos de Suelen, de seis e 14 anos, pediram ajuda para ela depois de verem a mãe machucada. O menino mais novo é filho da vítima com o suspeito do crime.

"Ele [sobrinho] me ligou desesperado e pediu para ir lá: 'Tia, vem aqui que meu pai matou a minha mãe, ela está caída no chão'", relata a irmã da vítima.

Um dia antes do crime, o casal passou a véspera de Natal junto com familiares e amigos. Após a festa, segundo a irmã, Suelen foi para a casa dela com o filho mais velho, enquanto o marido voltou para o sítio deles com o caçula.

“Ele ligou e pediu que ela fosse embora. Nossos parentes queriam ir junto, mas ela não deixou, estava com medo que ele machucasse alguém”, disse Pâmela.

Ainda de acordo com a irmã, a vítima foi de moto com o filho mais velho até a casa da família. “Meu sobrinho contou que, quando desceu da moto, a mãe tirou o capacete e o pai deu dois golpes com o machado na cabeça dela.”

O suspeito, conforme informado pela parente, teria dito às crianças que iria se matar, pegou uma corda e fugiu para uma área de mata. Pâmela acionou o resgate, mas encontrou a irmã já sem vida.

“Não dá para acreditar que isso aconteceu, ele destruiu a nossa família”, afirma Pâmela.

Fonte: Sobral 24 horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055