martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 19 de novembro de 2022

De pires na mão, Lula discursa para plateia reduzida e envergonha o Brasil na COP-27 (veja o vídeo)

Sábado, 19 de Novembro de 2022



Mas basta prestar só um pouquinho mais de atenção para se certificar de que não foi nada disso e o ex-presidiário parece ter participado de uma grande 'fraude', colocando em dúvida até mesmo se sua presença por lá foi por meio de um convite oficial ou de uma ONG qualquer, de olho na Amazônia.

Pois aquele que foi considerado o principal discurso do petista, realizado na quarta-feira (16), ocorreu em um auditório que não comportaria mais do que 100 pessoas, boa parte a sua própria plateia de militantes, incluindo o senador saltitante Randolfe Rodrigues, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, e membros do ‘futuro governo’.

Em sua fala, ele voltou a tratar o próprio país como uma nação pobre, pedinte e dependente do dinheiro alheio, ignorando que o Brasil é a nona economia do mundo e tem apresentado os melhores resultados de desenvolvimento, geração de empregos, recuperação fiscal pós pandemia, recorde de arrecadação mesmo com isenções de impostos, lucros históricos nas estatais e distribuição de renda por meio de programas do atual governo

Mas Lula, sem sequer disfarçar, chegou de ‘pires na mão’ e, sim, pediu dinheiro na cara dura:

"Países em 2009, na COP-15, se comprometeram a mobilizar 100 bilhões de dólares por ano a partir de 2020 para ajudar os países menos desenvolvidos a enfrentarem as mudanças climáticas. Então, eu não sei quantos representantes de países ricos tem aqui, mas quero dizer que a minha volta é também para cobrar aquilo que foi prometido na COP-15"; disse, no velho padrão ‘síndrome de vira-lata’.

Ao aplaudir, a platéia acabou revelando que havia ainda mais brasileiros do que se imaginava no auditório, talvez em número maior do que o de estrangeiros. E o coro que foi iniciado tornou a cena ainda mais constrangedora:

Ooo, o Brasil voltou, o Brasil voltou, o Brasil voltooooou!, gritavam

De fato, esse Brasil covarde e dependente, plantado e disseminado por Lula em toda sua trajetória política, acaba de mostrar a cara novamente.

Para não incorrermos em fake news, registramos que o descondenado conversou com António Guterres, o secretário geral da ONU, uma formalidade.

Ele ainda se encontrou com a ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Baerbock, e com o ministro do Clima e Meio Ambiente da Noruega, Espen Barth Eide, países conhecidos por seus ‘interesses’ na Amazônia e sedes de ONGs que, até a posse de Jair, deitavam e rolavam por lá.

Na agenda, nenhum presidente do chamado G20, os países mais ricos do mundo, incluindo o Brasil.

Esse é o ser que pretende ‘tomar o poder’ a partir de janeiro, a não ser que os ‘bons ventos soprem ao contrário’ trazendo algo novo e muito grave.

Em sua ganância, Lula pede dinheiro na primeira vez que tem a oportunidade de se dirigir a representantes (ainda que pouco relevantes) de outros países.

Repete o que faz faz aqui, na insistência de aprovar uma PEC transitória que vai custar, de imediato, R$ 200 bilhões aos cofres públicos.

Em três falas (só 3!) ele conseguiu queimar a imagem do país lá fora, fazer o dólar subir, os juros explodirem, a bolsa cair e os economistas e investidores fugirem.

Ele ainda coloca em risco todo o trabalho de responsabilidade fiscal dos últimos quatro anos realizado pelo governo Bolsonaro e, quem diria, faz até mesmo parte da velha mídia vendida se voltar contra ele.

Se passaram apenas 20 dias desde o segundo turno das eleições e esse estrago todo já foi feito.

Que tragédia… que terrível visão do inferno, temos adiante!

Assista:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643