martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 12 de agosto de 2021

Deputada Natália Bonavides distorce projetos e mente ao dizer que Bolsonaro vai acabar com Bolsa Família

 Quinta, 12 de Agosto de 2021

Foto: Gustavo Bezerra / Assessoria

A deputada federal Natália Bonavides (PT-RN) mentiu nas redes sociais nesta quinta-feira (12) ao afirmar que o presidente Jair Bolsonaro vai “acabar” com o programa Bolsa Família. Nesta semana, o governo entregou ao Congresso Nacional projetos que mudam o programa, e não o extinguem.

Segundo Bolsonaro, depois das alterações, a ideia do governo é ampliar os valores pagos em cerca de 50%. Também haverá uma mudança de nome, e o programa passará a ser chamado de “Auxílio Brasil”.

Em publicação no Twitter, Natália Bonavides classificou a proposta como “retrocesso” e desinformou ao dizer que o programa social será extinto. “RETROCESSO! A medida provisória que acaba com o bolsa família vai ampliar, ainda mais, as desigualdades. A MP é um ataque contra a população mais vulnerável, trazendo mudanças que atentam contra aqueles que mais precisam”, escreveu a deputada, sem especificar o que entende como “ataques”.

Entenda os projetos

Os projetos do “novo Bolsa Família” foram entregues por Bolsonaro ao Congresso na última segunda-feira (9). Trata-se de uma medida provisória que cria o Auxílio Brasil e de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que abre brecha no orçamento para garantir recursos para pagamento.

A medida provisória integra políticas públicas e traz estratégias para a emancipação das famílias em situação de vulnerabilidade social. O Auxílio Brasil reúne em um só programa políticas de assistência social, saúde, educação, emprego e renda e deve entrar em vigor em novembro, de acordo com o Ministério da Cidadania.

A iniciativa busca atenuar as perdas dos mais vulneráveis em função do fim do Auxílio Emergencial 2021, previsto para outubro, e dar apoio aos que mais precisam.

“Sabemos que a pandemia trouxe uma inflação dos alimentos para o mundo todo e não podemos deixar desassistidos justamente os mais vulneráveis”, disse o presidente Jair Bolsonaro ao entregar a proposta ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Já a PEC dos Precatórios, relacionada ao tema, prevê a possibilidade de parcelar dívidas do governo que tramitaram na Justiça. Os dois textos estão ligados porque a PEC dos Precatórios, se aprovada, deve abrir espaço para um reajuste no valor do programa social.

 98 FM Natal / Blog do BG

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Essa deputada é uma vergonha para nossa política, ela não faz outra coisa a não ser mentir destorcer fatos e esculhambar com o presidente, a vida dela é enaltecer um criminoso chefe de quadrilha o maior líder da corrupção no Brasil seu aliado petista lula ladrão . A pior parlamentar do país.

  2. Essa dep. vive jogando tudo que é assunto politico pra justiça resolver; vive enxendo o saco e entulhando a justiça com açoes sem sentido que são proprias de se resolver no parlamento. A mulher parece até que transformou o gabinete em escritorio de advocacia… portanto ideal seria uma ação contra ela por fake news…. Jogar ali naquele balaio de gatos do Alexandre de Morais..

  3. Essa deputada sem futuro fica fazendo terrorismo! Deixe de enganar a população. Se não quer ajudar, não faça o mal. A maioria dos potiguares sentem vergonha da atuação parlamentar dessa mulher. Vergonha do RN é do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055