martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 13 de agosto de 2021

Bolsonaro reage a abertura de investigação e sugere que TSE interferiu em inquérito: ‘Querem intimidar quem?’

 Sexta, 13 de Agosto de 2021

Foto: reprodução/YouTube

O presidente Jair Bolsonaro reagiu após abertura de investigação contra ele por suposto vazamento de dados sigilosos de um inquérito da Polícia Federal que apura o ataque hacker sofrio pelo TSE em 2018. Em live realizada nesta quinta-feira (12), o presidente criticou o presidente da Corte eleitoral, Luís Roberto Barroso, e também questionou a decisão do ministro Alexandre de Moraes que ordenou que Bolsonaro retirasse do ar links para o inquérito a Polícia Federal.

— Em vez do senhor Ministro Alexandre de Moraes, senhor Barroso, colaborar com as investigações. Chama o delegado, Por que que parou o processo. Vou levantar quando foi a última ação do delegado encarregado desse inquérito. Parou por que? Interferência do TSE? — afirmou.

Segundo Bolsonaro, a decisão de Moraes seria inútil porque milhares de pessoas já tiveram acesso aos documentos e fizeram suas próprias cópias. Bolsonaro também criticou o afastamento do delegado responsável pelo inquérito, também ordenada por Moraes.

O presidente destacou que o próprio Tribunal Superior Eleitoral admitiu, nos autos do inquérito, que não guardou os registros de acesso ao sistema. Bolsonaro destacou que, no ano passado, quando foi acusado de interferência na Polícia Federal, foi obrigado a entregar as gravações de uma reunião ministerial por ordem do Supremo.

— Acho que a Polícia Federal agora vai ouvir esse delegado porque do atraso na apuração aquele inquérito. Ali sim, uma comprovação clara, com provas do próprio TSE, que tem interferência. Querem intimidar quem? A justiça é para todos. Todo mundo no Brasil querem a certeza de quem votar o voto vai pra lá — disse.

CPI da Covid

Ao comentar sobre a informação de que a CPI da Covid no Senado planejaria indiciá-lo por curandeirismo, o presidente não citou, mas mostrou uma imagem do ministro Luís Roberto Barroso ao lado do médium João de Deus, condenado pelo estupro de diversas mulheres.

— Mas procure saber quem é o Ministro Barroso, o que ele defendeu e o que ele defende, para saber quem ele quer aqui. Essa cadeira aqui tem criptonita mas eu tenho uma missão de Deus, entendo dessa maneira e vou até o final. Eles querem a volta da corrupção e da impunidade — afirmou.

Com informações de O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055