martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

terça-feira, 8 de setembro de 2020

Senador, militares, jornalistas e deputados reagem após Carmen Lúcia, do STF, exigir de Bolsonaro explicações sobre Amazônia

 

Terça, 08 de Setembro de 2020

O senador Plínio Valério, deputados, jornalistas, e cidadãos em geral reagiram a uma ordem da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, que exigiu explicações do governo Bolsonaro sobre a presença do Exército Brasileiro na Amazônia.

O senador Plínio Valério protestou: “Mesmo em se tratando de STF, estou surpreso com o encaminhamento dado ao pedido do PV, acatado pela ministra Cármen Lúcia. Ela quer saber por qual motivo o exército brasileiro está defendendo a Amazônia. Meu Deus!!!”.

O deputado estadual Tenente Coimbra, oficial do Exército Brasileiro, foi enfático: “Já que a Min. Carmen Lúcia está tão interessada, vai uma dica: saia do aconchego, vá para Manaus, pegue um barco para São Gabriel da Cachoeira. A viagem dura 3 dias e 7 horas, encontrará pelotões de fronteira abdicando a vida em proteção da Amazônia. Lá na cabeça do cachorro, como é conhecida a região, os militares precisam racionar a energia elétrica, não tem sinal de celular e o abastecimento de comida e remédio vem a cada 30 ou 45 dias. Água da chuva para beber e do rio para tomar banho. Mesmo nessas condições, eu tenho certeza que a missão está sendo cumprida de forma muito mais nobre e honrada do que no aconchego e mordomia do STF”.

O oficial acrescentou: “A Min. Carmen Lúcia que saber sobre o uso das Forças Armadas na Amazônia. Foram realizadas 26 mil inspeções e 712 apreensões. 211 veículos retidos, 28 mil metros cúbicos de madeira ilegal confiscados e 791 maquinários apreendidos. Mais de R$ 520 milhões aplicados em multas. A pergunta ideal seria: O que o STF tem feito de útil para o país e não sobre o uso das Forças Armadas na Amazônia”.

O filósofo Olavo de Carvalho, por sua vez, rebateu: “Se a juíza Carmen Lúcia não sabe o que as Forças Armadas estão fazendo na Amazônia, ela deveria pedir demissão do seu cargo”.

O deputado estadual Márcio Gualberto retrucou: “A Ministra do pior STF da história do BR determinou q o Governo Federal explique o uso das Forças Armadas na Amazônia. Faria duas perguntas à Ministra Carmen Lúcia:
1) A quem interessa ter as Forças Armadas longe da Amazônia?
2) O que seria da Amazônia sem as Forças Armadas?”.

O deputado federal General Girão questionou Carmen Lúcia: “A Amazônia brasileira sempre foi motivo de cobiça internacional. Agora, vem a Min Carmem Lúcia querendo saber sobre os militares das FFAA na Amazônia. Ora, por que a Sra não vai passar uns dias por lá? Como autoridade, deveria saber os desmandos que o STF já provocou na região”. O general questionou, ainda, Alexandre de Moraes e Dias Toffoli, ministros do STF: “Estou aguardando o ‘diligente e preocupado’ ministrinho do STF determinar a abertura de investigação para apurar as responsabilidades da ‘manifestação pouco democrática’ ocorrida na Av Paulista. Será que vai decretar a quebra do sigilo bancário dos deputados federais que organizaram?”.

O jornalista Alexandre Garcia apontou o teor inacreditável do “pedido de explicações”. Ele relatou: “Tem coisas inacreditáveis. Quando vocês não acreditavam quando o ministro pediu o telefone celular do presidente Jair Bolsonaro e a ministra pediu para explicar por que estão soltando nota de R$200,00 (…) depois disso, sabe o que ela pediu agora? Deu prazo de 5 dias para o comandante supremo das Forças Armadas, que é o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Defesa explicarem, a pedido do Partido Verde, qual a atuação das Forças Armadas nas fronteiras, na Amazônia Legal e nas áreas indígenas. É isso, você não está acreditando?”.

Neste contexto, ele deu uma explicação a Carmen Lúcia: “É isso, ela está pedindo para as Forças Armadas explicarem que estão defendendo o território nacional, que é a função delas. Guarnecer o território nacional, prestar um grande serviço, protegendo as florestas, as fronteiras. Na cabeça do cachorro, continuam a FARC, uma tal de FNL incomodando. A fronteira é muito grande, tem a fronteira da Amazônia Azul também, tem o mar, tem o ar. Agora, eles vão ter que explicar? Meu Deus, não consigo entender. Qual é o objetivo? Fazer provocação? Qual é o objetivo da provocação?”.

Veja o Vídeo.

Com informações do Folha política

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055