martins em pauta

terça-feira, 9 de junho de 2020

A filha de Santiago Andrade, cinegrafista negro assassinado pelos ‘Black Blocs’, ainda procura justiça

Terça, 09 de Junho de 2020

Fotomontagem: Vanessa Andrade e seu pai Santiago (assassinado em 2014)


Vanessa Andrade é jornalista e filha do cinegrafista Santiago Andrade, negro, então com 49 anos, e alvo de atentado em 06 de fevereiro de 2014 - que resultou em sua morte no hospital, quatro dias depois.

Os assassinos eram membros do grupo Black Blocs.

O atentado ocorreu enquanto Santiago cobria uma manifestação próxima à Central do Brasil, na região central do município do Rio de Janeiro. Um rojão atirado pelos Black Blocs contra Santiago ceifou sua vida, mas quase resultou na morte de sua filha, que desenvolveu depressão profunda devido ao assassinato do pai.

A extensa batalha judicial para condenar os responsáveis parece infinita e agravou o quadro que se desenvolvia desde aquele fatídico 06 de fevereiro. Porém, apesar desses fantasmas, Vanessa conseguiu superar essa situação e teve sua depressão curada, graças a um pequeno milagre chamado Maitê, nascida em 2018.

A descoberta da gravidez, em março de 2017, trouxe a motivação que havia escapado da jornalista e lhe deu novo impulso para recuperar sua vida.

Em julho de 2019, a defesa de um dos réus, Caio Silva de Souza, obteve habeas corpus, e houve novo adiamento do julgamento. Segundo a Rede Bandeirantes, para a qual o cinegrafista trabalhava, os responsáveis continuam aguardando em liberdade.

Ao que tudo indica, os desdobramentos dos Black Blocs são esses que hoje se denominam ANTIFAS e se dizem anti-racistas, mas continuam calados mesmo após mais de 6 anos do assassinato deste negro.

Roberto Lacerda Barricelli

Jornalista e Historiador. Autor do livro "Em Defesa da Vida".
Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055