martins em pauta

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Liverpool passa sufoco escalando reservas, coloca estrelas no fim, vence o Monterrey e encara o Flamengo na final do Mundial de Clubes neste sábado

Observado por Salah, Firmino comemora o gol da vitória do Liverpool sobre o Monterrey (Foto: REUTERS/Kai Pfaffenbach)
O Liverpool vai disputar o título do Mundial de Clubes contra o Flamengo e reeditar a decisão de 1981. Os ingleses venceram o Monterrey por 2 a 1 e avançaram à final do torneio. Keita abriu o placar, mas Funes Mori igualou pelos mexicanos. Nos acréscimos da etapa final, Roberto Firmino completou o cruzamento de Alexander-Arnold e definiu o marcador.
Apesar disso, o grande destaque dos Reds foi o goleiro Alisson. O brasileiro, eleito o melhor goleiro do mundo, fez quatro defesas importantes para evitar que os mexicanos virassem o placar.
O duelo desta quarta-feira (18) foi realizado no estádio Khalifa Internacional, em Doha, no Catar.
Os Reds entraram em campo com uma equipe alternativa. O lateral direito Alexander-Arnold e os atacantes Sadio Mané e Roberto Firmino começaram no banco, mas entraram na etapa final. Enquanto isso, o zagueiro Van Dijk e o meia Wijnaldum, com problemas físicos, não estavam à disposição para o duelo.
FINAL DO MUNDIAL
Flamengo e Liverpool disputam o título no próximo sábado (21), às 14h30, no estádio Khalifa Internacional.
Os dois clubes reeditam a decisão de 1981. Na ocasião, o Fla levou a melhor e, comandado por Zico, meteu 3 a 0 sobre os ingleses.
O JOGO
Com um minuto de jogo, o Monterrey mostrou que daria muito trabalho. Funes Mori chegou a balançar as redes, mas a arbitragem pegou impedimento do atacante. Entretanto, o Liverpool precisou de duas chances para abrir o placar. Primeiro, Shaqiri bateu pela linha de fundo. Depois, aos 11 minutos, Salah deu um passe espetacular e deixou Keita na cara do gol para bater firme.
Contudo, a resposta mexicana foi rápida. No minuto seguinte, Pabón arrematou forte e a bola saiu tirando tinta da trave. Aos 13, Funes Mori marcou. A bola ficou viva dentro da área depois do cruzamento e o camisa 7 aproveitou o rebote em uma defesaça de Alisson.
Aos 22, Salah mostrou habilidade e, com o calcanhar, deixou Milner em boa posição, mas Barovero fez ótima defesa no chute. A partir daí, só o Monterrey criou perigo. Primeiro, Pabón exigiu outra boa defesa de Alisson. Depois, Pabón cruzou para Funes Mori e o goleiro brasileiro deu um tapa na bola para cortar o perigo.
A última tentativa foi do Liverpool. Chamberlain acionou Keita na área, mas Barovero saiu da meta e ganhou a disputa com o meia.
ALISSON BRILHA E FIRMINO DECIDE
Na etapa final, Alisson voltou a brilhar. Ele fez linda defesa na falta cobrada por Pabón e depois interviu no chute de Gallardo. Além disso, o camisa 1 ainda viu Pabón chutar para fora no bate-rebate.
Keita seguiu bem na partida e, aos 12, ele passou por dois marcadores e exigiu boa defesa de Barovero.
Entretanto, 10 minutos depois, Klopp promoveu a entrada de Sadio Mané no lugar de Shaqiri. A mudança deu certo e o Liverpool cresceu. Milner cruzou para Origi, que furou e mandou pela linha de fundo. Depois, Mané soltou uma pancada e viu o goleiro segurar firme.
Aos 34, Roberto Firmino foi ao jogo no lugar de Origi. E o camisa 9 brilhou: aos 45 do segundo tempo, Salah fez uma jogadaça na ponta direita e Arnold cruzou rasteiro. O atacante completou, superou o goleiro e colocou os Reds na decisão.
MONTERREY 1 x 2 LIVERPOOL
Monterrey: Barovero; Medina, Montes (Layún), Sánchez e Vangioni; Rodríguez e González; Pabón (Meza), Pizarro e Gallardo; Funes Mori. Técnico: Antonio Mohamed.
Liverpool: Alisson; Milner, Joe Gomez, Henderson e Robertson; Lallana, Keita e Oxlade-Chamberlain; Shaqiri (Mané), Origi (Roberto Firmino) e Salah. Técnico: Razvan Lucescu.
Gols: Keita, aos 11 do primeiro tempo; Funes Mori, aos 13, e Roberto Firmino, aos 45 do segundo tempo.]
UOL, via Paraná Portal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055