martins em pauta

quarta-feira, 5 de junho de 2019

MP-RJ diz que Romário e amigo mentiram em acidente de trânsito

Quarta, 05 de Junho de 2019

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil – 10.08.2016

O MP-RJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) denunciou o senador Romário Farias à Justiça do Rio por não assumir que estava conduzindo seu carro no momento de um acidente de trânsito, em dezembro de 2017, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

Na época, um amigo do senador disse aos policiais que chegaram ao local que Romário estava apenas no banco do carona. Entretanto, segundo denúncia do MP-RJ, testemunhas viram o ex-jogador sair da porta do motorista logo após a colisão.

De acordo com o promotor de Justiça Márcio Almeida Ribeiro da Silva, Romário e amigo “dissimularam a dinâmica do acidente, especialmente com relação ao real condutor do veículo”.

O senador estava com a habilitação suspensa na data do incidente, já que o Detran-RJ cassou seu direito de dirigir em 2016. O órgão aplicou a penalidade após Romário se negar a fazer o teste do bafômetro ao ser parado em uma blitz da Lei Seca em 2012.

A denúncia do MP-RJ ainda aponta que o senador teria avançado um sinal vermelho, o que causou a colisão com a moto da vítima.

Se condenado, Romário pode pegar uma pena de seis meses a um ano de prisão, ou multa.

Em nota, a defesa do senador declarou que “certamente” a Justiça reconhecerá o ex-jogador como inocente (leia a nota na íntegra abaixo).

“A defesa do senador Romário, o advogado Rafael Faria informa que o caso foi encerrado desde que o real condutor do automóvel reconheceu sua condição de responsável pelo veículo e, não menos importante, indenizou a vítima.
Levando em consideração a Denúncia do MP, certamente o reconhecimento da sua inocência se dará no momento oportuno.”

R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055