martins em pauta

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Exército diz que 1,2 mil venezuelanos saíram do Brasil após violência

Segunda, 20 de Agosto de 2018

Foto: Reprodução / EBC

Aproximadamente 1,2 mil venezuelanos cruzaram de volta a fronteira do país com o Brasil, após os incidentes deste sábado (18) em Pacaraima, em Roraima, quando moradores da cidade atacaram barracas e abrigos dos imigrantes, inclusive ateando fogo, depois que um comerciante local foi assaltado e espancado.

De acordo com as autoridades locais à Agência Brasil, não houve registro de feridos entre os imigrantes. O comerciante brasileiro que sofreu uma tentativa de assalto, supostamente por um grupo de venezuelanos, permanece internado em Boa Vista, e seu estado de saúde é estável.

A Venezuela pediu ao governo brasileiro que proteja seus cidadãos após a cidade de Pacaraima, em Roraima, se transformar em uma zona de conflito entre brasileiros e venezuelanos neste sábado (18), com pedradas, ataques com bombas de gás improvisadas, incineração de pertences de refugiados e vandalização de carros . 

A rodovia BR-174 chegou a ser bloqueada por algumas horas ao longo dia. A informação foi confirmada neste domingo (19) pelo Exército, que integra a Operação Acolhida, uma força-tarefa logística e humanitária para tratar da crise migratória na Venezuela.

As famílias venezuelanas que decidiram retornar ao país natal conseguiram atravessar a fronteira em segurança e com a integridade física garantida, informou o Exército. O posto de identificação e recepção da Polícia Federal na fronteira, que chegou a ficar fechado ontem por questões de segurança, funciona normalmente neste domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055