martins em pauta

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

STF manda soltar procurador que teria recebido propina para ajudar JBS em investigação

Quarta, 02 de Agosto de 2017 

Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu liberar da prisão o procurador da República Ângelo Goulart Villela, suspeito de receber propina para repassar informações da Operação Greenfield, do Ministério Público Federal (MPF), para Joesley Batista, sócio da JBS. A decisão da Segunda Turma do STF também soltou o advogado Willer Tomaz de Souza, que teria pago até R$ 50 mil por mês a Vilela em troca das informações. Eles estavam detidos sob prisão preventiva, substituída por medidas alternativas. O procurador e o advogado ficaram impedidos de manter contato com outros investigados e devem permanecer em casa durante o período da noite. Vilela continua suspenso das suas funções públicas e não poderá entrar em repartições do Ministério Público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget