martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 15 de janeiro de 2023

URGENTE: Glenn Greenwald faz forte desabafo e dobra a aposta com "denúncia" sobre Moraes

Domingo, 15 de Janeiro de 2023


Gleen resolveu entrar na "luta" contra a censura no Brasil e denunciar para o mundo a nossa situação atual, através de um vídeo publicado na plataforma Rumble.

Agora, ele acaba de "dobrar a aposta" em uma publicação no Twitter.

Confira o desabafo do jornalista:

"Moro aqui há 17 anos, então sabia que minhas reportagens e críticas ao de Moraes enfureceria grande parte da esquerda. 
Como disse o NYT, a esquerda e a mídia corporativa se uniram para fazer dele seu novo Moro: o juiz-herói que salva a nação e, portanto, não pode ser criticado.
Bons jornalistas, por definição, provocam ataques raivosos. Quando falo em faculdades, meu conselho é: "se você precisa ser amado universalmente, o jornalismo não é para você". Os ataques agora são semelhantes ao Vaza Jato, embora de petistas em vez de 'lavajatistas'. Debater é bom!
Mas uma grande parte suja da esquerda não debate. Usaram meu marido para me atacar - desde teorias conspiratórias sobre sua doença até usar os sites de fake news criados sobre David por Oswaldo Eustáquio durante a Vaza Jato - até o ponto de o nome dele entrar no TT (Trending Topic) e ficou.
Não eram trolls mas um grupo grande de esquerdistas, por isso o nome de David ficou a noite toda no TT. Pense em como as pessoas doentes, sociopatas e sem alma devem estar para usar o David para atacar minha reportagem. Mas isso é comum para essa facção.
Quanto ao conteúdo desta ordem de censura que divulguei e a falta de processo justo em geral. 
Como eu disse durante a Vaza Jato, o teste de um sistema de poderes não é se apoia quando tá usado contra seus inimigos, mas quando é usado contra seus aliados e você mesmo, como será.
Durante a Vaza Jato, eu sempre disse: minha causa não é um partido.
Minha causa são valores universais: a transparência jornalística, o mal da punição estatal sem processo justo, os perigos de explorar o medo (de corrupção ou bolsonarismo) para justificar poderes autoritários.
Não preciso de palestras sobre algumas partes da direita. Minha família era um principal inimigo. Os aliados de Moro tentaram me prender.
Mas as "soluções" também podem ser perigosas: um sistema de censura, punição sem o devido processo, adoração de juízes como heróis e deuses.
Sei que muitos jornalistas corporativos apoiam o que for popular: Moro/LJ, impeachment de Dilma, prisão de Lula, agora de Moraes.
A Globo e o Estadão estão com você. Acho que a sociedade sobreviverá se alguns jornalistas independentes questionarem e discordarem dessa repressão.
Os ataques a mim, David, nossa família, ameaças, etc. não nos impediram de fazer reportagens no passado, nem David se recusou a apoiar Lula no 1º turno.
Acredito que o sistema que de Moraes o é perigoso - autoritário - e continuarei a relatá-lo e criticá-lo, mesmo com ataques. [...]
Ministro de Moraes emitiu uma ordem para vários sites de redes sociais - que ordenou que fossem mantidos em segredo, sem aviso aos seus alvos - ameaçando os sites com punição se eles não os banissem."


Fonte: Jornal da Cidade Online 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643