martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 21 de janeiro de 2023

URGENTE: Mensagens vazam, mostram negligência do GSI e tudo pode mudar em Brasília

 Sábado, 21 de Janeiro de 2023

Nesta sexta-feira, 20, um grande reviravolta sobre os atos está acontecendo.

A Revista Veja teve acessos a mensagem de WhatsApp em um grupo usado pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e do Comando Militar do Planalto (CMP) para combinar procedimentos operacionais.

Com todas as letras, a Veja afirma:

"Um conjunto de mensagens que revelam que houve no mínimo negligência, imprudência e omissão de autoridades lotadas no próprio Palácio do Planalto, particularmente no GSI, comandado pelo general Marco Edson Gonçalves Dias, conhecido como G. Dias, que chefiou o esquema de segurança pessoal de Lula por vários anos."

Confira as mensagens:

Para compreender as mensagens acima, é necessário retornar à antevéspera dos ataques, no dia 6 de janeiro, quando houve uma reunião de representantes dos setores de segurança do governo federal, do governo de Brasília, do Congresso e do STF para discutir um "plano de segurança" para o ato de protesto que estava sendo convocado para o fim de semana.

No encontro nada de efetivo foi planejado - mesmo com a informação de que a manifestação seria de grandes proporções. Além disso, o GSI tratou tudo como situação era de absoluta “normalidade”.

Diante disso, o coordenador de segurança do GSI, coronel André Garcia, enviou uma nova e curta comunicação ao CMP.

“Boa tarde, senhores. O SCP (referindo-se ao secretário de Segurança e Coor­dena­ção Presidencial, general Carlos Feitosa Rodrigues) agradece o apoio dos dragões no dia de hoje. Pelotão de Choque pode ser liberado da prontidão.”

Diz a reportagem da Veja:

"Para proteger o Planalto, há sempre um pelotão pronto para ser acionado em caso de necessidade. Os soldados normalmente ficam na garagem do palácio ou no interior de um ônibus estacionado nas imediações. Dessa vez, como se viu na mensagem, o pelotão foi liberado. Naquele fim de semana, portanto, a proteção das instalações ficaria sob a responsabilidade de um contingente mínimo, cerca de dez homens, que atuam como espécie de vigilantes que se revezariam na rampa de acesso e nas guaritas em torno do prédio. Os órgãos de inteligência, como informou a primeira mensagem, de fato continuaram monitorando a capital."

Vale ressaltar que, no sábado, dia 7, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), também subordinada ao GSI, produziu um relatório alertando sobre o risco iminente de "ataques" durante a manifestação.

Mesmo assim, não houve qualquer pedido de reforço.

Já no domingo, como mostram as mensagens acima, o GSI se deu por conta do que estava acontecendo e, em uma tentativa desesperada, tentou convocar todos para evitar o inevitável.

“Boa tarde, senhores. Haja vista aumento de manifestantes em frente ao CN, o SCP solicita apoio de um Pel Choque ECD desde já… Estou com uma força de reação de 15 agentes”.

Tudo isso culminou nas cenas que tomaram conta do Brasil no último dia 08.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, está afastado, o delegado Anderson Torres e o coronel Fábio Vieira estão presos e até o ex-presidente Jair Bolsonaro está sendo investigado.

Agora, com essas novas revelações, medidas severas contra o GSI e o governo do ex-presidiário Lula devem acontecer.

Tudo pode mudar...

Para não perder nada do que vai acontecer nos próximos instantes, baixe agora o APP do Jornal da Cidade Online e seja notificado sempre que algo urgente acontecer.

Clique no link abaixo:

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/paginas/aplicativo

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643