martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Peng Shuai está desaparecida? Veja o que se sabe sobre o caso da tenista que acusou político chinês de abuso sexual

 Sexta, 19 de Novembro de 2021

Foto: ADNAN ABIDI / REUTERS

Após Peng Shuai afirmar através das redes sociais ter sofrido abuso sexual de um famoso político chinês, o caso ganhou contornos cada vez mais misteriosos. A tenista, que está supostamente desaparecida, mobilizou outros atletas em busca do seu paradeiro, enquanto a imprensa estatal da China tenta provar que ela está segura.

Na última quarta-feira, o chefe da Associação de Tênis Feminino (WTA), colocou ainda mais dúvidas sobre a história. Steve Simon afirmou não acreditar um e-mail que recebeu, também divulgado por uma mídia estatal chinesa, em que Peng Shuai negava suas próprias acusações de agressão sexual.

Peng, uma das maiores estrelas do esporte da China, disse nas redes sociais este mês que o ex-vice-premiê chinês Zhang Gaoli a forçou a fazer sexo. Sua postagem foi excluída cerca de meia hora depois e, desde então, ela não foi vista em público ou fez qualquer declaração, alarmando a comunidade mundial do tênis.

No Twitter, a mídia estatal chinesa CGTN divulgou o que disse ser um e-mail que Peng havia enviado ao presidente da WTA, no qual ela disse que a alegação de agressão não era verdade. O Twitter está bloqueado na China.

“A declaração divulgada hoje pela mídia estatal chinesa sobre Peng Shuai apenas levanta minhas preocupações quanto à sua segurança e paradeiro. Tenho dificuldade em acreditar que Peng Shuai realmente escreveu o e-mail que recebemos ou acredita no que está sendo atribuído a ela”, disse Steve Simon em um comunicado por escrito.

Pequim ainda não comentou a alegação inicial de Peng e a discussão sobre o assunto foi bloqueada na internet, fortemente censurada da China.

A Associação Chinesa de Tênis não respondeu imediatamente a um pedido de posicionamento.

O e-mail que a CGTN atribui a Peng diz: “Não estou desaparecida, nem estou insegura. Estou apenas descansando em casa e está tudo bem”.

Além da CGTN, braço de língua inglesa da emissora estatal CCTV, nenhum outro meio de comunicação chinês na manhã desta quinta-feira na Ásia havia relatado a carta.

Um representante de Peng também não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055