martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 26 de setembro de 2020

SBT procura Conmebol e tenta comprar jogos do Brasil nas Eliminatórias


Sábado, 26 de Setembro de 2020

Tite durante convocação para a seleção em 18 de setembro | Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Após adquirir a Libertadores e se interessar pela Fórmula 1, o SBT identificou um novo alvo para aumentar seu cardápio atual de direitos esportivos: os oito jogos da seleção nas Eliminatórias para a Copa de 2022, no Qatar. Este é um pacote que atualmente está disponível no mercado. O que ainda pesa são os valores, que ficam mais caros por causa do momento de alta do dólar causada pela pandemia do novo coronavírus.

Partidas do Brasil em casa e o confronto contra a Argentina como visitante já pertencem à Globo. Para tentar exibir os outros jogos, a emissora de Silvio Santos pediu ajuda da Conmebol e da IMG, empresa que negociou os direitos da competição de clubes com o SBT.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, a emissora paulista questionou a Conmebol sobre a possibilidade de adquirir os jogos. O SBT quer negociar as partidas, mas não tinha informações básicas de como proceder e conversar. Recebeu a dica de que quem responde por esses direitos são as federações locais.

Para ajudar a atual parceira e também facilitar a venda para outros possíveis interessados, a Conmebol está tentando articular com federações a venda casada de partidas por um valor fixo, e em um pacote só.

O SBT agora espera novos passos da entidade sul-americana. Para o grupo de comunicação, exibir jogos da seleção de forma exclusiva seria um grande chamariz de audiência para seu novo projeto esportivo.

Para o canal, também seria uma boa atração para intercalar com a exibição da Libertadores, que começou a ser exibida duas semanas atrás, liderando a audiência em Porto Alegre com times gaúchos – mas sem grandes índices em São Paulo por enquanto.

Ao todo, estão disponíveis partidas do Brasil fora de casa contra adversários como Uruguai, Paraguai, Equador, Colômbia, Bolívia, Chile, Venezuela e Peru. Além da TV aberta, os direitos em TV por assinatura também estão no mercado, ainda sem qualquer interessado ou negociação encaminhada. Algumas federações, como a paraguaia, queria vender o jogo contra o Brasil por cerca de 1,5 milhão de dólares (R$ 8,3 milhões na cotação atual), o que TVs estavam achando salgado.

Hoje, a Globo é a empresa que mais deseja esses jogos, mas a emissora está pessimista internamente sobre as negociações e não fala oficialmente sobre a compra, justamente por causa das negociações difíceis e dólar alto.

Por causa de uma mudança de regra da Fifa, as federações nacionais passaram a ter esse direito de transmissão nas eliminatórias. As TVs se queixam que negociar com cada entidade é complicado, ainda mais na atual conjuntura de pandemia do novo coronavírus. Por causa disso, a Conmebol tem tentado ajudar as associações parceiras, até para repassar a competição para um valor mais em conta para a realidade atual.

Nos anos 80 e 90, o SBT exibiu as eliminatórias da Copa de 1990 e 1994 e obteve bons resultados. Desde o Mundial de 1998, há 22 anos, o canal de Silvio Santos não exibe um jogo do Brasil. Nem mesmo o Jogo da Amizade, exibido por quase todas as redes de TV em janeiro de 2017, entre Brasil e Colômbia, foi mostrado.

UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055