martins em pauta

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Acusado de integrar célula jihadista do Estado Islâmico, brasileiro é condenado na Espanha

Quinta, 12 de Abril de 2018 

Foto: Reprodução / TV GLOBO

Identificado como membro de uma célula jihadista ligada ao Estado Islâmico, o goiano Kaique Luan Ribeiro Guimarães foi condenado a oito anos de prisão pela Justiça da Espanha. A pena também foi estendida a cinco marroquinos e quatro espanhóis, segundo informações da AFP. "Condenamos Taoufiq Mouhouch, Kayke Luan Ribeiro Guimarães, Mohamed El Gharbi, Gonzalo Cabezas Nunez, David Portolés Franco, Said Touhay e Jacob Orellana Casado como autores criminalmente responsáveis de um crime de integração em uma organização terrorista, na qualidade dos participantes, à pena, para cada um deles, de 8 anos de prisão", diz um trecho da decisão do tribunal. As outras três pessoas, identificadas como líderes do grupo, foram condenadas a 12 anos. De acordo com a Globo News, o goiano tentava atravessar a fronteira da Turquia para chegar a Síria, mas já estava sendo monitorado pela polícia da Cataluña. Assim, ele foi levado de volta para a Espanha, onde houve o julgamento. Segundo a matéria, a mãe de Guimarães pretende recorrer da pena, pois acredita na versão do filho, que nega o crime e diz que estava de férias na Turquia. Em 2015, o rapaz já havia sido preso na Bulgária por suspeita de união com o grupo extremista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055