martins em pauta

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Atraso de emendas provoca racha na base e Temer pode ser retaliado na 2ª denúncia

Quinta, 12 de Outubro de 2017

por Bruno Luiz
Foto: Lula Marques/ Agência PT

Líder do PR na Câmara dos Deputados, José Rocha (BA) confirmou que parlamentares têm procurado o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para repassar queixas em relação ao governo do presidente Michel Temer. A informação foi dada nesta quarta-feira (11) pelo blog da jornalista Andréia Sadi, do G1. Segundo a publicação, partidos como PR, PP e PSD têm ameaçado até desembarcar do governo, às vésperas da votação da segunda denúncia contra o peemedebista. Em entrevista ao Bahia Notícias, Rocha revelou que a insatisfação dos deputados tem como origem o fato de o governo não ter cumprido promessas feitas à base aliada para conseguir votos favoráveis na época da apreciação da primeira acusação, arquivada por 263 votos. Uma delas, segundo o baiano, foi o pagamento de emendas impositivas. E ele deu um alerta ao Palácio do Planalto: o tensionamento nas relações entre Executivo e aliados pode prejudicar Temer na votação da nova denúncia. “Ah, com certeza [pode influenciar na denúncia]. Na primeira denúncia, ele prometeu empenhar e pagar as emendas parlamentares, que são direito de cada parlamentar. E aí é aquela história: quando a maioria dele está insatisfeita, o resultado é conhecido. Os deputados podem resolver não acompanhar o partido por problemas que não estão sendo acertados”, afirmou Rocha ao ponderar que o partido, em si, não está insatisfeito com o peemedebista, e sim alguns deputados, incluindo ele. “O partido não tem nada a reclamar do governo porque o espaço que o partido tem no governo é satisfatório. “Como líder do partido, não tenho insatisfação. Como deputado, também estou insatisfeito. Minhas emendas não têm sido empenhadas por falta de compromisso. Se eu, líder, não tenho, imagine os colegas”, queixou-se. Ainda segundo o deputado, os partidos têm buscado externar ao Planalto suas queixas, mas as demandas não são atendidas. “Nós temos colocado essa insatisfação. Ela é perceptível a olho nu dentro da Câmara. E o governo sempre com o discurso de que vai resolver, mas não tem resolvido na velocidade que venha a contentar os deputados”, criticou. Ele ainda disse que as reclamações de alguns partidos são feitas diretamente ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e não ao titular da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB), responsável pela articulação política do governo. De acordo com o líder republicano, o tucano “perdeu a condição de interlocução com alguns partidos”. Questionado se defende a saída de Imbassahy do cargo, Rocha se esquivou. “Isso cabe ao presidente Michel Temer”, respondeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget