martins em pauta

sábado, 9 de setembro de 2017

Em delação, Funaro revela que entregou R$ 11,4 milhões a Geddel em dinheiro vivo

Sábado, 09 de Setembro de 2017

Foto: Divulgação

O doleiro Lúcio Funaro disse em seu acordo de delação premiada que entregou R$ 11,4 milhões em dinheiro vivo ao ex-ministro Geddel Vieira Lima apenas no período de dois anos. Segundo informações da revista Veja, ele relatou que aconteceram 11 repasses entre 2014 e 2015. Os pacotes de dinheiro normalmente eram transportados em um jato e era entregue em um hangar privado do Aeroporto Internacional de Salvador ou em hotéis da capital baiana ou de São Paulo. Funaro aponta que o ex-ministro chegou a receber um dos pagamentos no Hotel Pestana, em Salvador, durante a festa de aniversário de 15 anos da filha de Geddel. Funaro é apontado como operador de propinas de deputados do PMDB na Câmara. Ele relatou em sua delação que integrantes do partido ocupavam cargos estratégicos na Caixa Econômica Federal e favoreciam empresários que pagavam propina em troca da liberação de linhas de crédito de forma facilitada. Funaro era um dos responsáveis por negociar os pagamentos indevidos e partilhar a propina. A Operação Cui Bono, responsável pela prisão de Geddel e pela descoberta de um 'bunker' com R$ 51 milhões associado a ele, foi criada para apurar esquemas de corrupção na Caixa. O ex-ministro, preso preventivamente em Salvador nesta sexta-feira (8), foi vice-presidente de Pessoa Jurídica do banco entre 2011 e 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget