martins em pauta

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Dono de empreiteira baiana assume que pagou R$7 mi em terreno para sede do Instituto Lula

Quinta, 07 de Setembro de 2017

Foto: Reprodução / DAG Construtora

Em depoimento ao juiz Sergio Moro nesta quarta-feira (6) o empresário Dermeval Gusmão Filho assumiu que comprou o terreno no valor de R$7 milhões, onde seria construída uma nova sede para o Instituto Lula. De acordo com a força-tarefa da Lava Jato, a empresa DAG que pertence a Dermeval Gusmão foi usada como laranja na compra do referido terreno. A operação investiga essa compra e também a de um apartamento vizinho ao do ex-presidente Lula em São Bernardo do Campo. Durante o depoimento, Dermerval contou que o primeiro contato que teve com o terreno aconteceu entre julho e agosto de 2010, durante uma reunião com Paulo Melo que na ocasião era diretor da Odebrecht Realizações no estado de São Paulo. “Essa reunião aconteceu, primeiramente, no escritório dele. Paulo me coloca uma oportunidade de negócio: a Odebrecht tinha identificado um terreno para construir um empreendimento", contou o empresário. Ainda de acordo com o dono da DAG, a Odebrecht não queria naquele momento aparecer como a compradora do terreno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget