martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Maior risco à saúde no Brasil muda de desnutrição para obesidade

 Quinta, 04 de Fevereiro de 2021

Maior risco à saúde no Brasil muda de desnutrição para obesidade

De 2009 a 2019, o principal fator de risco à saúde no Brasil foi de desnutrição a alto índice de massa corporal, mostra um estudo publicado recentemente na revista The Lancet.

Global Burden of Diseases, Injuries, and Risk Factors Study (“Estudo sobre a Carga de Doenças, Ferimentos e Fatores de Risco Globais”, em tradução livre) foi conduzido por mais de 3.600 cientistas e mostra quais são os fatores que mais afetam a qualidade de vida dos indivíduos em vários países.

O índice de massa corporal é calculado dividindo o peso (em quilos) pela altura ao quadrado (em metros). O indivíduo é considerado acima do peso quando o resultado é acima de 25.

Os dados do levantamento mostraram que, em uma década, o alto índice de massa corporal foi do 4º ao 1º lugar na lista de fatores de risco que geram o maior número de mortes e deficiências do país, um crescimento de 27,5%.

A obesidade está ligada a uma série de complicações, como pressão alta, diabetes e doenças cardiovasculares e do trato digestivo. 

A Pesquisa Nacional de Saúde mais recente, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), apontou que 60,3% da população adulta brasileira estava acima do peso —o que corresponde a 96 milhões de pessoas. 

Veja a lista de maiores fatores de risco à saúde no Brasil em 2019, os dados mais recentes analisados pelo estudo:

  1. Alto índice de massa corporal
  2. Alta pressão arterial
  3. Tabagismo
  4. Alto índice de glicose no sangue em jejum
  5. Riscos nutricionais
  6. Uso de álcool
  7. Desnutrição
  8. Colesterol (LDL) alto
  9. Disfunções renais
  10. Poluição do ar
  11. Riscos ocupacionais

CNN / Terra Brasil Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055