martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 11 de abril de 2021

Jornal aponta 10 vezes em que o PT "atacou" a democracia

 Domingo, 11 de Abril de 2021

O jornal Gazeta do Povo fez um levantamento que está deixando petistas enfurecidos.

Em uma série de publicações nas redes sociais, o jornal enumerou 10 ocasiões em que o partido atacou a democracia.

Segundo o jornal, após o ministro do STF, Edson Fachin, decidir pela anulação das condenações do ex-presidente Lula no âmbito da Operação Lava Jato, começaram a surgir 'especialistas' dizendo que o petista seria uma opção frente ao atual presidente. Para essas pessoas, Lula teria compromisso com a democracia e a liberdade de expressão, podendo se aproximar de posições tidas como ‘centristas’, enquanto Bolsonaro seria um extremista, que estaria utilizando seu governo para tentar acabar com a democracia brasileira. Sem dúvida, uma blasfêmia. A aplicação clara dos ensinamentos de Lênin: "Acuse-os do que você faz, chame-os do que você é"

“O governo Lula terminou há mais de dez anos. Ou seja, é possível que várias barbaridades ocorridas naquele período tenham sido esquecidas", escreveu o jornal.

Veja 10 vezes em que o Partido dos Trabalhados atacou a democracia:

1) O desvio de recursos públicos para comprar apoio parlamentar no Congresso Nacional, evidenciados nos escândalos do mensalão e petróleo, que culminaram na condenação de líderes petistas em várias instâncias da Justiça.
2) Desvio de dinheiro público para bancar campanhas eleitorais, levando flagrante vantagem sobre adversários políticos para obtenção de alianças, maior tempo de televisão e produção de programas eleitorais.
3) Em 2004, o governo Lula cancelou o visto de trabalho do jornalista americano Larry Rother, correspondente do The New York Times, por ter escrito um texto crítico ao ex-presidente. O governo recuou da decisão poucos dias depois, porém a intimidação estava clara.
4) A realização da Conferência Nacional das Comunicações, em 2009, a qual culminou em propostas de controle da mídia, inclusive de conteúdo.
5) Colocar na terceira edição do Plano Nacional de Direito Humanos (PNDH3), de 2010, a ideia do ‘controle social da mídia’. Na época, o jurista Ives Gandra Martins comparou o PNDH3 às constituições bolivarianas em vigor na Venezuela e Nicarágua.
6) Apoio à consolidação de ditaduras aliadas em países, seja por meio de empréstimos subsidiados via BNDES como também pelo apoio político, inclusive destacando equipes de marketing para fazer propaganda para esse políticos.
7) Indicações de ministros para a suprema corte prevendo possíveis votos em julgamentos vindouros.
8) Proposto pelo deputado Nazareno Fontelles (PT-PI), foi a PEC 33, que visava submeter algumas decisões do STF ao Congresso Nacional, criando um desequilíbrio entre os poderes.
9) Aparelhamento do Estado promovido pelo partido, que colocava seus filiados para dirigir órgãos técnicos, tais como a Receita Federal, além de bancos públicos. Dados de 2008 apontavam que o PT ocupava dezenas de milhares de cargos de confiança nas estruturas do governo.
10) Por fim, o décimo ataque, no governo Dilma Roussef, foi a edição do Decreto 8.243/14, o qual conferia superpoderes a movimentos sociais alinhados ao governo para controlar decisões e políticas de órgãos do governo federal. O Congresso Nacional derrubou a medida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055