martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Nove pessoas da mesma família morrem intoxicadas por macarrão caseiro na China

Sexta, 23 de Outubro de 2020


Nove integrantes de uma mesma família morreram de intoxicação alimentar após consumirem um macarrão caseiro, na cidade de Jixi, na província de Heilongjiang, no nordeste da China. O caso aconteceu no dia 5 de outubro, mas só dois dias depois que as sete primeiras mortes foram confirmadas pela polícia local. A oitava morte aconteceu no dia 9 de outubro. A última sobrevivente era uma mãe, de sobrenome Li, que faleceu na segunda-feira, dia 19.

Conforme o jornal "Global Times", as autoridades locais disseram que o macarrão, feito de farinha de milho fermentada, envenenou a família com ácido bongrekik. O alimento estava no freezer da casa há um ano e foi consumido por nove adultos. Outras três crianças que estavam na residência se recusaram a comer a refeição porque não gostaram do sabor.

Gao Fei, diretor de segurança alimentar do Centro de Controle e Prevenção de Doenças de Heilongjiang, disse ao "China News Service" que o envenenamento por ácido bongkrekic costuma ser fatal. Ele é resistente à fervura em altas temperaturas.

“Pode causar sérios danos a muitos órgãos humanos, incluindo fígado, rins, coração e cérebro. Atualmente, não existe um antídoto específico. Uma vez envenenado, a taxa de mortalidade pode chegar a 40 a 100%", falou.

O macarrão, conhecido localmente como Suantangzi, é um prato comum na região. Especialistas dizem que é fundamental evitar o milho mofado ou encharcado para fazer o macarrão e se ele desenvolver um cheiro peculiar ou manchas coloridas, não deve ser comido.

EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055