martins em pauta

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Odeio Hitler, mas amo Maduro...

Quinta, 04 de Abril de 2019



Todos nós já vimos em manifestações de rua o confronto entre esquerda e direita brasileiras.

Ontem mesmo, vi um vídeo de um homem sendo chutado por uns 4 ou 5 homens de outra ideologia. (Já vimos isso nas brigas de torcida também). Aí pergunto:

O que difere um desses agressores de um Adolf Hitler?

Resposta: O fato dele não ter o poder nas mãos! Porque se tivesse, usaria o serviço da polícia para prender os opositores e os colocariam num campo de concentração para morrerem aos poucos e quando não tivesse mais espaço, usaria uma câmara de gás.

Alguém duvida?

Se tem tanto ódio assim do nazismo, não haja como um nazista!

Intolerância se combate com inteligência!

Foi a inteligência estratégica que derrubou Hitler, ódio por ele todo mundo tinha, mas não era suficiente para neutralizá-lo.

Nem ele mesmo suportou ser apenas Adolf, a história fala de suicídio, ele amava o poder e não admitiu ser "desempoderado".

Temos um Hitler latino prendendo e matando o povo de fome aí do lado, na Venezuela, não admite que chegou a hora de entregar o poder, que já fez sua parte e está desgastado, bem ou mal ele já interferiu na história.

Odiar Hitler é fácil, mas defender Maduro é sentir ódio seletivo!

Sinto medo e repulsa pelos "adoradores", de ambos!




Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.



Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055