martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 19 de outubro de 2022

Atentados revelam ira da bandidagem contra quem combate o crime implacavelmente (veja o vídeo)

 Quarta, 19 de Outubro de 2022





Tanto no RJ, quanto em SP, 99,9% dos que vivem nestes locais são trabalhadores e trabalhadoras que acordam cedo e dormem tarde para ganhar a vida, progredir e dar educação aos seus filhos.

Mas também são áreas dominadas pelos chefões do crime organizado, que impõem suas regras e leis assassinas.

No debate deste domingo (16) na Band, Bolsonaro questionou como Lula conseguiu entrar em uma favela e passar horas lá dentro conversando com a população, pois é de conhecimento geral que isso jamais seria possível, sem a ‘devida autorização dos traficantes’.

O petista alegou que se tratava de mentira, tentando induzir o telespectador a acreditar que o presidente estaria afirmando que todos os moradores eram ‘criminosos’.

Mas as imagens que mostram as pessoas comuns e simples ao lado de Lula na favela carioca, também revelam os que tem histórico de relacionamento íntimo com os bandidos (incluindo condenados e investigados).

Eles cumprimentam, batem fotos e sorriem ao lado de Lula.

Hoje, Tarcísio foi em uma universidade localizada em Paraisópolis - relativamente distante da área dominada pelos traficantes, porém ao alcance de suas balas de fuzis e metralhadoras.

O resultado, todos sabem.

É a resposta do criminosos contra os que os combatem de maneira implacável.

Primeiro, Bolsonaro… esfaqueado, ameaçado e tendo que viver protegido por um batalhão de seguranças, ainda que, por diversas vezes, acabe abandonando o protocolo, correndo para os braços do povo.

Agora Tarcísio, que terá que enfrentar muito mais assim que assumir o comando do governo paulista.

Um exemplo desse ódio dos bandidos pode ser comprovado em um vídeo de 2019, divulgado em reportagem do Portal IG.

Nele, homens com fuzis ameaçam o presidente da República enquanto dançam e cantam em um baile funk, em uma favela do RJ.

Na letra, o ‘cantor’ de codinome ‘MC Poze’ xinga Bolsonaro e revela o ódio que sente por ele, acompanhado pelos demais. Ele cita ainda os nomes de facções criminosas fluminenses (TCP e ADA).

Esses são ‘os amigos’ do descondenado… para quem estendem o tapete vermelho.

Aos demais, o vermelho que planejam estender no chão é o do sangue dos inocentes!

Confira no vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643