martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 28 de março de 2021

Ciro Gomes vai ao STF contra Bolsonaro após virar alvo de inquérito na Polícia Federal

Domingo, 28 de Março de 2021


O pedido de abertura de inquérito foi assinado pelo próprio presidente. A notícia-crime protocolada por Ciro Gomes mira também o ministro André Mendonça.

Após tornar-se alvo de inquérito da Polícia Federal (PF) para apuração de suposto crime contra a honra de Jair Bolsonaro (sem partido), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) apresentou uma notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o Presidente da República e o ministro da Justiça, André Mendonça. Junto com Carlos Lupi, que preside o PDT nacionalmente, o ex-governador do Ceará, por meio de advogados, argumenta que a ação é uma represália aos posicionamentos contrários ao Governo Federal.

O pedido de abertura de inquérito contra Ciro foi assinado pelo próprio presidente da República, por meio da Subchefia de Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência, e conduzido pelo ministro da Justiça, André Mendonça.

No documento ao qual o Diário do Nordeste teve acesso, a defesa diz que "a finalidade de monitoramentos irrestritos e carentes de motivação não é outro senão a de emparedar cidadãos que expressem dissenso em face das condutas perpetradas pelo Governo Federal".
"De acordo com o delírio persecutório, o Senhor Ciro Gomes teria ferido a honra de Jair Messias Bolsonaro durante uma entrevista concedida para uma rádio no Ceará, na qual o vice-presidente do PDT teria repudiado o que chamou de boçalidade do presidente, tendo afirmado, na ocasião, que o Presidente da República desrespeita a saúde pública", diz a peça.


INVESTIGAÇÃO CONTRA SERVIDORES

A notícia-crime cita uma investigação sigilosa, atribuída ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, voltada a um grupo de 579 servidores federais e estaduais, professores universitários, “em uma materialização clara de aparelhamento estatal para fins de encetar perseguições políticas e ideológicas em face de quem discorda do Poder Executivo Federal”.

A defesa de Ciro faz ainda uma crítica, alegando que em um momento grave da pandemia do novo coronavírus no Brasil, e "a mando de Jair Messias Bolsonaro", o ministro André Mendonça "tem instaurado diversos procedimentos policiais em face de indivíduos que porventura tenham se manifestado politicamente contra o Presidente da República".

(Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055