martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 1 de novembro de 2020

Bolsonaro vai separar os homens dos ratos

 Domingo, 01 de Novembro de 2020

Em sua live de quinta-feira (29), o Presidente Bolsonaro falou que de maneira nenhuma iria apoiar João Dória (PSDB) na compra e aplicação da vacina, sem comprovação científica.

Em sua fala, Bolsonaro deixou bem claro para os contribuintes que é contra esse gasto do dinheiro público: “...e outra coisa, ninguém vai tomar tua vacina na marra não, Tá ok? Procura outro, e eu que sou o governo, e o dinheiro não é meu, é do povo, não vai comprar tua vacina também não, tá ok? Procura outro pra pagar tua vacina!”

De outro lado temos o vice-presidente Mourão (PRTB), que em outra oportunidade já falou que a união do Brasil com a China é questão de tempo e que não vê problema entregar a telefonia 5G para os chineses.

Disse na Revista Veja de sexta-feira, dia 30/10, que o Governo Federal comprará sim a vacina chinesa. Segundo o vice-presidente Hamilton Mourão “essa questão da vacina é briga política com Dória, o governo vai comprar a vacina, lógico que vai. Já colocamos os recursos no Butantã para produzir essa vacina, o Governo não vai fugir disso aí.”

Essas palavras foram em entrevista publicada um dia após a live do Presidente, mas não sabemos quando foi dito, a certeza que foi dita após o Presidente Bolsonaro ter sido contra o Ministro da Saúde Pazuello, na compra de 46 milhões de doses da vacina chinesa para COVID-19.

O problema é que com essas palavras o Vice Mourão bateu de frente com o Presidente publicamente, o que rendeu um retorno nas palavras do Presidente ao dizer que “cabe a mim a decisão de comprar as doses da vacina chinesa”, que a caneta “BIC” é dele. Se confirmado isso tudo, pode-se dizer que o clima está muito ruim em Brasília. Lembrando que se trata da Veja, ou seja, o bom é ver se tudo é verdade.

Mas se for verdade, demonstra que tem Militar no Governo e políticos que querem ceder ao lobby do Governador Dória (PSDB), e pior serem contra o Presidente e a população, sem falar na própria ciência que até esse momento não comprovou a eficácia da vacina.

Sabemos também que será difícil fugir dessa decisão, juntando as peças podemos ver que a ANVISA já havia liberado importação de insumos que somados produzem 46 milhões de doses da vacina. Nesta semana, o Butantã disse que se prepara para entregar as vacinas na segunda quinzena de novembro.

Se montarmos o quebra cabeça com as peças da decisão do Pazuello antes de ser desautorizado pelo Presidente Bolsonaro na compra da vacina, Mourão falando em entrevista para Veja e sendo contrário ao Presidente, teremos uma questão pesada para ser resolvida nos próximos dias.

Presidente comprará essa briga com os políticos e militares?

Sabemos que se for o STF a decidir, teremos de comprar a vacina. E agora, você vai abandonar o Presidente nessa briga? Vai aceitar tomar uma vacina? Brasileiro é tido como povo calmo, aceita tudo. Mas até quando e a que preço?

Aceitar ver seus filhos e netos virarem ratos de laboratório para satisfazer bolsos e egos de políticos, eu não quero acreditar que a aceitação virá tão fácil por parte do povo. Vamos ter que separar os Homens dos Ratos.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055