martins em pauta

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Ante a desistência da OAB, Cármen Lúcia libera celular bomba da JBS. Falta o do caso Adélio...

Sexta, 17 de Maio de 2019


A liminar que garantia o sigilo dos dados do celular do ex-diretor jurídico da JBS, Francisco de Assis e Silva, foi revogada nesta quarta-feira (15) pela ministra Cármen Lúcia.

O aparelho, apreendido há dois anos pela Polícia Federal, vinha sendo alvo de uma interminável disputa judicial no sentido de que os seus ‘segredos’ não fossem revelados.

A própria OAB ingressou com uma ação, em conjunto com o advogado da JBS, dono do aparelho, e a ministra concedeu liminar.

Possivelmente, ante a reação negativa da sociedade, a OAB resolveu deixar o processo.

Diante disso, com a saída da entidade do polo ativo da contenda judicial, a ministra achou por bem revogar a medida liminar.

Assim, finalmente conheceremos o conteúdo do celular do advogado da JBS.

Há quem aposte que revelações devastadoras estão por vir.

Espera-se agora a mesma atitude da OAB com relação aos advogados do criminoso Adélio Bispo de Oliveira.

A PF apreendeu em ação de busca e apreensão celulares, livros-caixa, recibos e comprovantes de pagamento de honorários. O material pode ser decisivo para elucidação do atentado cometido contra o presidente Jair Bolsonaro, na época da campanha eleitoral.

Entretanto, liminar concedida em Mandado de Segurança interposto pela OAB junto ao TRF-1, impede a utilização dos dados constantes no material apreendido.

È de se lamentar...

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055