martins em pauta

terça-feira, 9 de abril de 2019

Barragem Armando Ribeiro ganha 125 milhões de m³ nos primeiros dias de abril; veja situação de outros reservatórios no RN

Terça, 09 de Abril de 2019


Foto: Bruno Andrade

O relatório da situação volumétrica dos principais reservatórios do Estado, divulgado nesta segunda-feira (8), aponta que nos últimos oito dias a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, principal reservatório do RN, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, teve um acréscimo no seu volume de 125.104.000m³, no dia 1º de abril a ARG estava acumulando 551.616.000m³, atualmente ela está com 676.720.000m³, percentualmente, o reservatório passou de 22,98% da sua capacidade para 28,20%.

Dos 47 reservatórios com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), 8 permanecem em volume morto, o que corresponde a 17,02% dos mananciais monitorados. Já os açudes que permanecem secos são 6, o correspondente a 12,76% dos reservatórios monitorados. Em um comparativo com o mesmo dia 8 de abril de 2018, os mananciais em volume morto eram 15, o que correspondia a 31,91% dos açudes do Estado. Já os secos eram 6, percentualmente, 12,76% dos reservatórios monitorados.

Apesar do número de reservatórios secos e em volume morto se manter o mesmo desde o último relatório do dia 1º, os volumes dos mananciais permanecem subindo. A Bacia Apodi/Mossoró está com 341.069.286 metros cúbicos, o que corresponde a 30,52% da sua capacidade hídrica superficial total. Já a Bacia Piranhas/Assú está com 851.390.446 m³, 28,70% do seu volume total superficial. As reservas hídricas superficiais totais do Estado somam 1.241.643.049 m³, percentualmente, 28,14% dos 4,411 bilhões de metros cúbicos que conseguem armazenar.

Dos reservatórios monitorados, 5 já sangraram, são eles: Beldroega, em Paraú; Mendubim, em Assú; Pataxó, em Ipanguaçu; Encanto, localizado em Encanto; e Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz. Outros reservatórios já passam dos 70% de volume acumulado, casos de: Marcelino Vieira, que já está com 90%; Rodeador, localizado em Umarizal, com 82%; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, com 73%; e Santo Antônio de Caraúbas, também com 73%.

A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do estado, com capacidade para 599,712 milhões de metros cúbicos, está acumulando 140.444.620 m³, o equivalente a 23,42% do seu volume máximo de acumulação.

O açude Umari, localizado em Upanema, com capacidade para 292,813 milhões de m³, está acumulando 118.602.771 m³, correspondentes a 40,50% da sua capacidade total.

Entre os reservatórios que ainda estão com baixos volumes estão: Itans, em Caicó, com 1,68% da sua capacidade; Zangalheiras, em Jardim do Seridó, com 1,14%; e Pau dos Ferros, com 1,96%. Já entre os que permanecem secos, estão: Marechal Dutra, popularmente conhecido como Gargalheiras, em Acari; Dourado, localizado em Currais Novos; e Santana, em Rafael Fernandes.

Para o diretor-presidente do Igarn, Caramuru Paiva, o aumento de volume da ARG é animador. “A Armando Ribeiro Gonçalves é o nosso principal reservatório, o crescimento expressivo do seu volume nos dá uma perspectiva de que com a continuidade das chuvas nos próximos dias possamos chegar ao final de maio, quando a quadra chuvosa do interior se encerra, com reservas hídricas superiores às do ano passado e dentro do que prospectamos nos nossos estudos”, explica.

Fonte: Blog do BG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055