martins em pauta

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Taxa de subutilização de força de trabalho fecha 2017 em 23,8%

Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

Foto: Agência Brasil

A taxa de subutilização da força de trabalho foi de 23,8% no ano passado, o que corresponde a 26,5 milhões de pessoas, conforme dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua divulgada nesta sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa de subutilização do trabalho leva em conta os desocupados e subocupados que trabalham menos de 40 horas semanais, e que fazem parte da força de trabalho potencial. No quarto trimestre de 2017, o índice foi de 23,6%, o que corresponde 26,3 milhões de pessoas – uma redução, comparada ao terceiro trimestre (23,9%) e elevação na comparação com quarto trimestre do ano anterior (22,2%). Os estados que a apresentaram as maiores taxas de desocupação no quarto trimestre de 2017 foram: Piauí (40,7%). Bahia (37,7%), Alagoas (36,5%) e Maranhão (35,8%); os menores índices são em Santa Catarina (10,7%), Mato Grosso (14,3%), Rio Grande do Sul (15,5%) e Rondônia (15,8%). Nesse período, porém, houve o maior registro da série histórica, iniciada no primeiro trimestre de 2012, de população desalentada (não trabalha, não estuda e desistiu de procurar emprego), que chegou a 4,3 milhões de pessoas. Desse montante, 59,7% estavam no Nordeste, o equivalente a 2,6 milhões de pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055