martins em pauta

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

POLÍCIA CIVIL PRENDE MAIS QUATRO SUSPEITOS DA CHACINA DAS CAJAZEIRAS

Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

Um dos presos é acusado de ser o mandante do massacre.
Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informaram que prenderam quatro pessoas suspeitas de participação na Chacina das Cajazeiras, ocorrida no último dia 27 de janeiro, que deixou 14 mortos.

Um dos homens foi preso em um apartamento no Bairro Cocó, em Fortaleza. Conforme a Polícia Civil, Deijair de Sousa Silva, de 29 anos, conhecido como “De Deus”, é apontado como um dos mandantes do crime. Outras seis pessoas já haviam sido presas dias após o ocorrido, totalizando 10 presos. Além disso, outras quatro pessoas foram identificadas, porém seguem foragidas.


As informações foram apresentadas na tarde desta terça-feira (20) durante entrevista coletiva. Segundo a DHPP, dentro do apartamento foram encontradas diversas armas. "De Deus" já responde por porte ilegal de arma de fogo e tráfico. Ele foi levado à sede da DHPP e foi autuado em flagrante por posse ou porte de arma de fogo de uso restrito e por associação criminosa.

Os outros presos são: Ana Karine da Silva Aquino, "Nega do Pezão", de 23 anos, Ayalla Duarte Cavalcante, o "Zoião", de 21 anos, e Rennan Gabriel da Silva, 19 anos. Segundo investigações da Polícia Civil, Rennan Gabriel teria participado diretamente das execuções no 'Forró do Gago'.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que as investigações do caso continuam para que novos acusados sejam identificados e presos. 

Relembre o caso

A Chacina das Cajazeiras deixou 14 vítimas fatais. As vítimas estavam em uma casa de show conhecida como "Forró do Gago", quando homens armados invadiram o evento e dispararam contra desafetos. Durante o tiroteio, pessoas inocentes também foram atingidas. Na época, a polícia informou que os assassinos pertencem à facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) e o crime seria contra membros de uma facção rival.


(Cnews)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055