martins em pauta

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Julgado por homicídio em Mossoró-RN, homem sai de fininho do tribunal, quando percebeu que seria condenado

Quinta,14 de Setembro de 2017


Um caso inédito aconteceu no Tribunal do Juri Popular de Mossoró, nesta quarta feira 13 de setembro. O servente de pedreiro Ronaldo Vieira de Sousa, de 33 anos, estava sendo julgado por um homicídio praticado no dia 28 de novembro de 2010, no bairro Barrocas em Mossoró que teve como vítima o ASG, Daniel Félix da Silva e quando percebeu que seria condenado saiu de mansinho do julgamento e evadiu-se. 

Um policial militar que faz a segurança do TJP ainda tentou inpedir que o réu deixasse o local, mas foi orientado pela justiça para não interferir no caso, uma vez que o julgado não estava preso e tinha o direito de comparecer ou não ao julgamento. 

O Conselho de Sentença decidiu condenar o réu por entender que o mesmo matou o ASG por motivos torpes. O Juiz presidente do TJP Dr. Vagnos Kelly de Figueiredo protelou a sentença de 18 anos de prisão para o réu. 

Como se ausentou do tribunal antes da sentença, Ronaldo Vieira agora é considerado foragido da justiça, uma vez que o mandado de prisão por pena privativa de liberdade, por ter sido condenado foi expedido pelo judiciário.



Fonte: Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget