martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 9 de janeiro de 2022

Um mergulho profundo na dor de Cuba irmanada ao Brasil

 Domingo, 09 de Janeiro de 2022

“Tínhamos tanta fome que comemos nosso medo” (Frase escrita nos muros cubanos -Yoani Sanchez – Jornalista).

Um dia os cubanos fuzilarão os “Castros” do mesmo jeito que os “Castros” e seus companheiros fuzilaram os cubanos.

Um dia os cubanos levarão a julgamento Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Oscar Niemeyer, Frei Beto, Lula, Dilma, José Dirceu, o escritor Fernando de Morais e toda turma de socialistas / comunistas / marxistas / leninistas que divulgaram para o mundo que a ilha-prisão era e ainda é um paraíso

Um dia os cubanos terão forças para condenar todos aqueles países covardes que na ONU, em 1964, aplaudiram as palavras do assassino Che Guevara, que em discurso inflamado afirmou:

“Nós temos que dizer aqui o que é uma verdade conhecida, que temos expressado sempre diante do mundo: fuzilamentos, sim! Fuzilamos, estamos fuzilando e seguiremos fuzilando até que seja necessário. Nossa luta é uma luta até a morte. Nós sabemos qual seria o resultado de uma batalha perdida e os vermes também tem de saber qual é o resultado da batalha perdida hoje em Cuba”.

Aqui, claramente, está expresso todo horror, toda odiosidade moral dos comunistas empunhando armas contra o próprio povo.

Releiam as palavras do “porco fedorento” incensado pelas esquerdas do Brasil e percebam que para ele não existem homens além dos comunas castristas.

“Vermes”! Sim, “vermes” a serem extintos. Seus adversários são “vermes”, não homens.

E para completar a fala sinistra acredita que fariam o mesmo com ele.

Aplausos calorosos da maioria dos participantes da Assembleia da ONU, concordando que a barbaridade é legitima e deve ser punida com atrocidade.

Um dia os loroteiros-terroristas-brasileiros de meia-tigela, que ainda ficam alardeando o marxismo, se dizendo vítimas, em busca de dinheiro e dizendo que salvaram o Brasil, porque lutaram contra a “ditadura”, serão levados a julgamento, não pelo que fizeram, mas pelos que fariam aos brasileiros, segundo as palavras de seu ídolo cubano, Che Guevara, “fuzilariam os vermes que perderam”.

Mas os cretinos-comunas-terroristas-socialistas-brasileiros, perderam e ainda recebem uma tal bolsa-ditadura, fruto da tomada de poder através de eleições, quando Lula/Dilma assaltaram a nação e criaram uma tal “Comissão da Verdade”, para indenizar os supostos abusos cometidos contra os “guerrilheiros comunistas/trotskistas/leninistas” elevados à condição de heróis, que queriam implantar uma ditadura marxista no Brasil através da luta armada.

Um dia os cubanos levarão a julgamento todos aqueles que perseguiram e mataram as “minorias” constituídas de negros, indígenas, imigrantes, mulheres, homossexuais, idosos, moradores de vilas (ou favelas), portadores de deficiências e moradores de rua e quem quer que fosse contra o pensamento comunista, caçados como animais pela revolução cubana.

A ironia de tudo isso é que em pleno século 21, essas mesmas “minorias” por falta de conhecimento histórico, no Brasil, pregam a ideologia comunista que sem pena e nem dó perseguiu essas minorias.

Um dia, os cubanos, usando as leis democráticas, com direito a defesa dos assassinos, se pena de morte houver, julgarão e se condenados forem por seus crimes, fuzilarão os “Castros” e os “Castros” são todos os perversos marxistas do mundo, do mesmo jeito que os “Castros” e seus companheiros fuzilaram os cubanos.

Desse modo, as balas de seus fuzis comunistas que assassinaram os cubanos que não concordavam com o marxismo, serão paralisadas, pois ainda rondam o mundo, manchadas de sangue inocente, brandindo o discurso de ódio e perfurando os cérebros dos desinformados, inoculando neles o vírus mortal do comunismo.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055