martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

segunda-feira, 20 de dezembro de 2021

Cinco frases de Lula sobre Alckmin que constrangerão possível aliança

 Segunda, 20 de Dezembro de 2021

Foto:  Maurício Lima / AFP

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin se desfiliou nesta quarta-feira (15/12) do PSDB, reforçando a opção de ser vice de Lula em 2022. Aberto a ter Alckmin na chapa para mostrar moderação e diálogo com a centro-direita, Lula nem sempre seguiu esse roteiro em relação ao agora ex-tucano.

Como adversário de Alckmin nas eleições presidenciais de 2006, Lula já disse que o ex-governador de São Paulo age com “pequenez política” e “hipocrisia”. Também o chamou de “picolé de chuchu” e “insosso”.

Em 2006, durante uma entrevista na campanha eleitoral, o ex-presidente comentou que ficou irritado com uma suposição de Alckmin de que o governo deveria vender o avião presidencial. Então, o petista disse que o ex-tucano agia com pequenez política.

“A gente era multado em todos os aeroportos da Europa. Ficava voando, esperando achar alguém que desse autorização para pousar. Fico irritado pela pequenez política (de Alckmin)”, declarou Lula.

No horário eleitoral daquele mesmo ano, Lula disse que Alckmin agia com hipocrisia, desprezo ao povo e tinha medo de punir desvios.

”Estamos agindo sem varrer o lixo para debaixo do tapete. Sem medo de punir. Seja quem for. Doa a quem doer. Um comportamento bem diferente de certos políticos que hoje se dizem defensores da ordem e da moral e que ontem fizeram o contrário. A hipocrisia e o desprezo ao povo não voltarão jamais a este país”, instigou o ex-presidente em 2006.

Assim como Alckmin acusou Lula e o PT de terem ligação com o PCC em São Paulo, o político petista rebateu e disse que o governo paulista, comandado por Alckmin na época, mantinha relação com a facção criminosa.

“O Brasil sabe muito bem quem deixou São Paulo refém do crime organizado. E os paulistas sabem quem mandou engavetar mais de 60 CPIs para que seu governo não fosse investigado”, acusou Lula no horário eleitoral.

O PT também já atacou o ex-tucano, que pode ser aliado de chapa de Lula. Em 2016, a bancada petista da Assembleia Legislativa de São Paulo chamou Alckmin e o PSDB de “hereges dissimulados”, em uma nota sobre denúncias de propina levantadas na Operação Lava-Jato

“São hereges dissimulados, discursam como paladinos da moralidade, ludibriam a opinião pública, sustentados na blindagem construída ao longo do tempo”, disse o comunicado.

Já em 2014, durante um comício do PT em São Paulo, Lula chamou Alckmin de “picolé de chuchu” e “insosso” por, segundo ele, ser omisso aos problemas dos paulistas.

“Não é à toa que esse governador tem apelido de picolé de chuchu. É insosso, como se fosse comida sem sal. Nunca fala de nenhum problema do Estado, nunca responde por nada”, disse o ex-presidente.

Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055