martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Portugal vai enviar pacientes com Covid-19 em terapia intensiva para a Áustria

Segunda, 01 de Fevereiro de 2021


Foto: PEDRO NUNES/REUTERS – 26.1.2020

Com um repique de coronavírus que colocou hospitais no limite das suas capacidades, Portugal vai enviar seus pacientes com Covid-19 em terapia intensiva para a Áustria, anunciou neste domingo (31) o chanceler austríaco, Sebastian Kurz, em suas redes sociais. O governo português ainda não se pronunciou sobre a transferência.

Ainda não está claro o número de pessoas que serão transferidas, mas a decisão é um sinal de “solidariedade europeia”, disse. “A pandemia apresenta grandes desafios a todos os países europeus”, acrescentou Kurz, lembrando que o país já recebeu doentes da Itália, França e Montenegro quando esses países enfrentaram seus picos da crise sanitária.

Segundo Kurz, a decisão de ajudar Portugal veio após uma conversa com o primeiro-ministro António Costa. No sábado (30), o governo português informou que apenas sete dos 850 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) criados para casos de Covid estavam vagos.

Além da ajuda austríaca, Portugal vai receber reforços da Alemanha. O Ministério da Defesa anunciou, também neste domingo, que as Forças Armadas alemãs vão enviar equipes médicas e equipamentos ao país.

Os detalhes da ajuda devem ser anunciados no início da próxima semana, segundo o porta-voz do governo alemão.

A revista Der Spiegel disse que os militares planejam enviar 27 médicos e paramédicos que, a princípio, devem permanecer em terras portuguesas por três semanas. Serão enviados também ventiladores fixos e móveis, além de camas de campanha para pacientes.

Segundo o rastreador de dados Our World in Data, Portugal é o país que tem a maior média de sete dias de casos e mortes per capita do mundo. Nas últimas 24 horas, registrou 293 óbitos e 12.435 novas infecções.

Como parte da estratégia de enfrentamento da crise, Portugal também suspendeu todos os voos com origem ou destino no Brasil —a medida está em vigor desde sexta-feira (29) e vale, inicialmente, até 14 de fevereiro.

Em nota, o Ministério da Administração Interna justificou a decisão citando “o aumento dos casos de infeção por Sars-CoV-2 em Portugal e a detecção de novas estirpes do vírus”.

A exceção são “voos de natureza humanitária para efeito de repatriamento dos cidadãos nacionais e membros das respectivas famílias, bem como de titulares de autorização de residência em Portugal”, e é exigido uma quarentena após a chegada no país.

FolhaPress

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055