martins em pauta

domingo, 8 de dezembro de 2019

Todas as noites padeiro deixa o pão que não vendeu num banco para os mais necessitados

Domingo, 08 de Dezembro de 2019

Todas as noites, um padeiro deixa o pão que não vendeu num banco para os mais necessitados. Fedele é padeiro há 19 anos e realiza uma série de atos de altruísmo em favor daqueles que são menos afortunados.




A uma curta distância do seu forno, na cidade de Caltanissetta, há um banco semelhante a muitos outros.

Se não fosse pelo facto de que durante a noite ele é o local onde um pequeno milagre acontece. Fica cheio de sacos de pão, pacotes de leite, óleo e outros bens essenciais de primeira necessidade. Tudo fica lá para quem quiser pegar, especialmente famílias em dificuldade ou imigrantes sem-abrigo.

Tudo começou há muito tempo, quando Fedele ainda era criança e trabalhava com o pai.


Certo dia dia, um frade foi bater na loja deles e, quando perguntado o que estava à procura, respondeu que queria apenas um pouco de pão. Seguindo-o até a saída, Fedele viu que ele estava a distribuir esse pão para muitas pessoas necessitadas na rua e essa imagem de alguma forma permaneceu no seu coração.

A sua missão silenciosa e incansável não se limita mais a colocar o pão no final do dia no banco, mas envolve uma rede de solidariedade que oferece doações todos os dias. Fedeele chegou a levar alimentos e bebidas, por exemplo, para ajudar uma mãe doente que estava a tentar sobreviver e não conseguia chegar até o seu “banco de solidariedade”.

O exemplo de Fedele, que faz o seu maravilhoso ato de altruísmo há quase 20 anos, mostra que, para ter um bom coração, não é necessário fazer grandes proclamações: basta começar da vida quotidiana, de simples gestos quotidianos, tão simples quanto sentar num banco e comer um pedaço de pão.


Créditos: Histórias Com Valor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055